Arquivo/AE
Arquivo/AE

Emerson diz que o Santos não pode 'ter medo de errar'

Volante prega coragem dos companheiros e afirma que clube precisa vencer o Palmeiras no domingo

SANCHES FILHO, Agencia Estado

30 de setembro de 2009 | 20h21

A situação do Santos no Campeonato Brasileiro tem se tornado cada vez mais incômoda. Desde a chegada do técnico Vanderlei Luxemburgo, o time segue projetando uma sequência de bons resultados para se aproximar do principal objetivo na temporada: a vaga na Libertadores de 2010. Mas as vitórias não vêm há duas rodadas e a equipe só tem perdido posições na classificação.    

 

Veja também:

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Para o volante Emerson, o momento difícil atravessado pelo Santos na competição pode estar sendo causado pela cautela excessiva dos jogadores nas últimas partidas. "Não podemos ter medo de errar. Quando um jogador tenta fazer uma jogada sem convicção, acaba não dando certo", alegou nesta quarta-feira o experiente atleta, que foi um dos reforços pedidos por Luxemburgo.

Apesar da 12.ª colocação na tabela, Emerson se recusa a pensar em rebaixamento. "Isso não pode nem passar pela cabeça dos jogadores. Se tiver algum jogador que pensa dessa forma, é bom que nos avisem porque ele não pode fazer parte do elenco. Temos que pensar para frente", retrucou o volante, mantendo a confiança. "E vamos melhorar sim", garantiu.

Pela 27.ª rodada do Brasileirão, o Santos terá ninguém menos que o líder Palmeiras pela frente, no clássico do próximo domingo, na Vila Belmiro. Já vendo até a vaga na Copa Sul-Americana ameaçada, o Santos está a oito pontos do primeiro time no G-4, e uma vitória no confronto regional é decisiva para as pretensões de disputar a Libertadores no ano que vem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.