Marcos de Paula/Estadão
Marcos de Paula/Estadão

Emerson e Mendoza podem pegar até seis jogos de suspensão

Atacantes foram denunciados pela expulsão contra o São Paulo

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

27 de abril de 2015 | 18h09

Expulsos do confronto contra o São Paulo, na última rodada da fase de grupos da Libertadores, os atacantes Emerson Sheik e Stiven Mendoza foram denunciados pela Conmebol por conduta violenta. O artigo prevê punição mínima de três partidas de suspensão e máxima de seis jogos. O departamento jurídico do Corinthians prepara a defesa até quarta-feira, e vai usar o argumento de atitude antidesportiva, não violenta.

No clássico da semana passada, no Morumbi, Sheik foi expulso aos 19 minutos do primeiro tempo, após colocar a perna para o zagueiro Rafael Tolói. O ato foi um revide depois de um pisão do são-paulino. O juiz Sandro Meira Ricci mostrou o cartão vermelho para o atacante. No segundo tempo, o colombiano Mendoza lançou seu braço para trás, depois de ser empurrado, mas não acertou Luis Fabiano que, mesmo assim, simulou ter sido atingido e se jogou no chão. 

O próximo jogo do Corinthians na Libertadores será na próxima quarta-feira, dia 6 de maio, contra o Guaraní, do Paraguai, fora de casa, pela partida de última das oitavas de final da Copa Libertadores. 

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolCorinthiansEmersonMendoza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.