Emerson está dando a volta por cima

Emerson está de volta ao time titular do Brasil. E isso, para ele, é uma das maiores vitórias pessoais de sua carreira. Ídolo na Europa, onde atua pela Juventus de Turim, o volante teve de se acostumar com a fama de "brucutu" em seu próprio país.Ele está ciente de que ainda não venceu o preconceito, mas acredita que pode virar esse jogo. "Não é da noite para o dia que a gente consegue mudar a cabeça das pessoas. Aos poucos, vou reconquistando o meu lugar e a confiança da torcida", diz o gaúcho Emerson.De tanto pensar no assunto, o volante elaborou uma teoria para explicar a antipatia que desperta em parte da torcida brasileira. ?Fui muito cedo para a Europa. Já estou há nove anos por lá. Comecei na Alemanha e os jogos não costumavam passar aqui no Brasil. Agora que estou na Itália, essa imagem está mudando, já que os jogos são transmitidos com mais freqüência?.A história de Emerson na Seleção Brasileira é longa e repleta de altos e baixos. Depois de uma participação discreta na Copa do Mundo de 98, na França, o volante era o grande homem de confiança de Luiz Felipe Scolari para a Copa de 2002, na Ásia. Os dois já haviam trabalhado juntos no Grêmio, onde foram campeões da Libertadores em 95. Às vésperas da Copa, porém, Emerson se machucou (deslocou o ombro durante um treino recreativo) e precisou ser cortado. "Nem gosto de lembrar isso. Prefiro não pensar em coisas negativas. Só penso positivo", afirma.Ausente por mais de um ano da Seleção, Emerson se esforça para dizer que não está "dando uma volta por cima". ?Só não fui convocado porque havia outros ótimos jogadores para a minha posição?.Coincidentemente, o último jogo oficial dele como titular da Seleção foi contra o Peru, adversário de domingo, em Goiânia. Emerson atuou no empate em 1 a 1 em Lima, válido pelo primeiro turno das Eliminatórias, em novembro de 2003. O volante diz conhecer bem a equipe comandada por Paulo Autuori. ?É um grande time, principalmente na parte ofensiva. Temos que ter cuidado para não sermos surpreendidos em Goiânia?.Para Emerson, os jogos contra o Peru e o Uruguai podem definir o futuro na Seleção nas Eliminatórias. ?Se vencermos as duas partidas, ficamos bem próximos do nosso objetivo, que é a classificação?. O técnico Carlos Alberto Parreira concorda. ?Se conquistarmos os seis pontos, daremos um passo gigantesco rumo à Alemanha?.Real Madrid - Emerson é cogitado na Espanha como uma das soluções indicadas pelo técnico Vanderlei Luxemburgo para arrumar o meio-campo do Real Madrid na próxima temporada. Ninguém, nem no clube, nem envolvendo o jogador, confirma qualquer contato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.