Emerson fora dos planos da Lusa 2002

A mudança de comando na Portuguesa - Joaquim Alves Heleno, da oposição, foi eleito novo presidente - deixou muitas dúvidas e apenas uma certeza no clube. Os jogadores do atual elenco entraram de férias nesta quarta-feira e só quando o dirigente assumir é que saberão se ficaram no clube. Um atleta, porém, já está ciente do seu futuro, o zagueiro Emerson.Emprestado ao São Paulo até o fim do ano, o jogador, uma das principais revelações do clube e titular absoluto desde 1996, quando foi vice-campeão brasileiro, está fora dos planos. "Não contamos com ele, provavelmente vamos negociá-lo", afirmou Heleno. O provável destino é a Europa.Emerson chegou a ser negociado com o Olympique Lyon, no início do ano, por US$ 5 milhões, mas um dia depois de fazer os exames médicos, contundiu-se no treino físico e acabou sendo devolvido ao clube. "Quero continuar com boa performance neste ano para realizar meu sonho de atuar na Europa", disse, na época.Outra revelação, contudo, anda tirando o sono do novo presidente. Heleno não pode nem ouvir sobre a provável saída do atacante Ricardo Oliveira. "Quero uma Portuguesa forte, por isso vou fazer de tudo para ele continuar no clube", garantiu, ressaltando que pretende, ainda, contratar quatro reforços de peso.Só que o planejamento para 2002 já começou de força, no mínimo, estranha. O retorno dos jogadores ao trabalho vai acontecer no meio das festas de fim de ano. Todos vão ter de interromper as comemorações e passar pelo Canindé nos dias 27, 28 e 29 para realizar os exames médicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.