Emerson Leão diz que não pedirá demissão do Corinthians

Pressionado por causa da fraca campanha do Corinthians no Campeonato Paulista (24 pontos em 16 jogos), Emerson Leão afirmou nesta sexta-feira que não pedirá demissão do cargo de treinador. Ele tem contrato com o clube até o final deste ano."Sou um funcionário correto, leal e honesto. Estou aqui para trabalhar e tenho um contrato para cumprir", contou Leão, que antecipou para as 8 horas o treino desta sexta no Parque São Jorge para fugir da pressão da torcida. "Se estiverem insatisfeitos, eles [dirigentes] que tomem uma decisão", emendou o treinador.Leão não quer pedir demissão para não perder a multa rescisória, que deve ficar em torno de R$ 2 milhões. "É tudo como um casamento, quando o padre pergunta se as pessoas estão de acordo. Se for acontecer algo de anormal, a diretoria que me procure", completou o técnico, que se reunirá com o presidente Alberto Dualib para discutir sua situação.A diretoria pode manter Leão até o final do Campeonato Paulista, já que utilizaria este tempo para procurar um novo treinador. Dentre os nomes comentados, está o de Abel Braga, do Internacional, que não realiza uma boa campanha na Libertadores e pode ser eliminado já na primeira fase. Também não está descartada a possibilidade de Leão sair ainda nesta sexta.No sábado, o Corinthians enfrenta o Sertãozinho, às 18h10, no Pacaembu, pela 17.ª rodada do Paulistão.Diretor critica MagrãoDiretor de futebol do clube, Edvar Simões criticou nesta sexta-feira o volante Magrão, que afirmou que as saídas de jogadores ao longo do Paulistão foi o principal motivo pela fraca campanha do Corinthians."Ele não entende nada", disse Simões. "As saídas foram normais. Aliás, a equipe se prejudica mais quando um atleta é expulso dentro de campo, já que deixa o time com apenas dez jogadores", completou o dirigente, alfinetando o volante, um dos recordistas de cartões no clube.Magrão, que pode até ficar fora do jogo contra o Sertãozinho por causa de suas declarações, tem contrato com o Corinthians até junho. O clube não deve renovar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.