Emerson Leão evita falar sobre possível interesse do Palmeiras

Atualmente, ele comanda a equipe do São Caetano, que disputa a Série B

DANIEL BATISTA, Agência Estado

13 de setembro de 2012 | 18h38

SÃO PAULO - Um dos nomes mais cotados para substituir Luiz Felipe Scolari, o técnico Emerson Leão evitou comentar nesta quinta-feira um possível interesse do Palmeiras em sua contratação. Atualmente, Leão comanda a equipe do São Caetano, que disputa a Série B do Campeonato Brasileiro. "Neste momento, estou em Natal e minha preocupação é ir para o treinamento dirigir o São Caetano para o jogo contra o América-RN", disse o técnico, na véspera da partida contra o time potiguar.

Amigo de Felipão e do presidente Arnaldo Tirone, Leão disse que preferia não falar sobre uma eventual proposta palmeirense. "Me ligaram falando que o Tirone já demitiu o Felipão e perguntaram se eu aceitaria assumir o Palmeiras. Perguntei ao rapaz: ''Você é o Tirone? Não, né? Então não tem como falar que o Felipão foi demitido e que eu iria para o seu lugar", disse, bem ao estilo Leão de ser. "Tanto Tirone quanto Felipão são meus amigos. Não tenho de ficar falando sobre especulações." Leão negou ter conversado com algum dirigente do Palmeiras nesta quinta-feira.

O técnico, no entanto, tem ligação forte com o Pameiras e com o presidente e é conhecido por chegar nos clubes e conseguir dar novo ânimo ao elenco. O que pode pesar contra o ex-goleiro é o fato de ele não ser querido por boa parte da torcida, que, desde o início das especulações em cima de sua contratação, tem se mostrado contrária ao seu retorno. Leão já dirigiu o Palmeiras duas vezes. Entre 1989 e 90 e 2005 e 2006.

Leão chegou ao São Caetano há menos de 15 dias. Em entrevista a rádio Estadão/ESPN, o presidente do São Caetano, Nairo Ferreira de Souza, disse que não aceita liberar o treinador para o Palmeiras. Mas a boa relação entre os clubes pode facilitar uma eventual negociação.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasFelipãoLeão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.