Emerson Leão quer reforço 'equivalente' para o lugar de Souto

Técnico do Santos espera a chegada de um 'titular'; no treino desta terça, Molina se machuca e preocupa

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

11 de março de 2008 | 12h25

Após perder o volante Rodrigo Souto para o futebol russo, o técnico Emerson Leão espera pela chegada de um reforço equivalente para o Santos. Após o treino coletivo desta terça-feira, o técnico revelou que se reunirá nos próximos dias com o presidente Marcelo Teixeira para discutir algumas opções. O nome de Mineiro, do Hertha Berlim, foi praticamente descartado pelo treinador. "A contratação é difícil, pois o São Paulo tem prioridade num retorno ao Brasil. Além disso, a preferência do jogador é em ficar na Europa", explicou o técnico santista, que espera que os cerca de R$ 15 milhões da negociação de Souto sejam investidos no time. Leão deixou claro que pedirá a Teixeira um reforço de peso para o lugar de Souto. "No momento, o presidente está na Suíça e só retorna na quinta-feira. Mas quero um reforço que chegue para ser titular." No treino desta terça, Leão confirmou o lateral Kléber no time que pega na próxima quinta-feira o Mirassol, pela 14.ª rodada do Campeonato Paulista. Outra novidade foi a entrada do meia Paulo Henrique na vaga de Wesley, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. PREOCUPAÇÃOApesar de ter reforços para enfrentar o Mirassol, Leão ganhou uma preocupação nesta terça-feira. O colombiano Molina recebeu uma pancada no tornozelo, após choque com Quiñonez, e pode ficar fora do jogo - o jogador não conseguiu terminar a atividade e foi substituído por Vítor Júnior. Adriano, com um inchaço no joelho, também não treinou. A escalação para o duelo contra o Mirassol deve conter: Fábio Costa; Dionísio, Domingos, Betão e Kléber; Adoniran, Marcinho Guerreiro, Paulo Henrique e Molina; Sebastián Pinto e Kléber Pereira. PROMOÇÃO DE INGRESSOSA diretoria do Santos vai repetir no jogo contra o Mirassol a promoção de ingressos realizada no último domingo, quando mulheres entraram gratuitamente e homens com a camisa oficial pagaram meia-entrada. As vendas começaram nesta terça-feira, nos guichês da Vila Belmiro e em postos autorizados.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCEmerson Leão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.