Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Emerson Sheik diz que gostaria de continuar no Corinthians

Dirigente não descarta permanência do jogador de 36 anos

O Estado de S. Paulo

17 de maio de 2015 | 12h00

Depois da vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense, Emerson Sheik falou sobre seu futuro no Corinthians. O atacante afirmou que gostaria de continuar no clube. Seu contrato termina no dia 31 de julho. Ele só evitou comentar uma possível redução salarial.

"Isso é com clube, diretoria e empresário. Tenho carinho e respeito ao clube e é algo recíproco. Acho que vai ter um final bacana para todo o mundo", afirmou o atacante, que entrou durante o segundo tempo do duelo de sábado em Araraquara, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Segundo o gerente de futebol Edu Gaspar, a permanência de Sheik no clube não está descartada. O cartola disse na sexta-feira que haverá uma reunião entre diretores e comissão técnica para tratar do planejamento da temporada.

Sheik, que não participou dos jogos contra o Guaraní,  pelas oitavas de final da Copa Libertadores - estava suspenso -, começou o duelo deste sábado em Araraquara na reserva.

O atacante também comentou sobre os protestos da torcida após a eliminação no torneio continental. "Depois de pouco mais de quatro anos no Corinthians a gente entende o sentimento do torcedor", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.