Gilvan de Souza/ Flamengo
Gilvan de Souza/ Flamengo

Emerson Sheik diz que perdeu 9kg e que não entende por que não jogava no Fla

Atacante fica inconformado com falta de oportunidades e dá pista sobre nova equipe: 'Eu sou praiano'

Estadão Conteúdo

29 de dezembro de 2016 | 19h40

Emerson Sheik não se conforma de ter feito apenas 10 partidas no Campeonato Brasileiro pelo Flamengo, sendo apenas duas delas como titular. Nesta quinta-feira, o atacante soltou o verbo em entrevista à rádio FM O Dia, do Rio, culpando o técnico Zé Ricardo pelo fato de ter sido pouco aproveitado.

"Como aconteceu em todos os outros clubes, cheguei abraçando a ideia. O projeto era maravilhoso, ganancioso, busca de títulos... com o Muricy. O Muricy saiu, por conta de um problema de saúde, assumiu outro treinador (Zé Ricardo), a mentalidade mudou, tive alguns problemas. Treinei por seis meses e joguei pouco. Não compartilho do que foi feito comigo. Ainda assim, saio pela porta que entrei, da frente", disse o jogador.

Questionado sobre os motivos pelos quais foi pouco aproveitado, garantiu não ter ideia. "Gostaria de saber para responder para vocês", disse, afirmando que, diante das notícias de que estava acima do peso, ficou até magro demais. "Emagreci quase 9kg. Existia uma preocupação que eu estava acima, mas não estava. Recuperei quase todo o peso. Fiz de tudo para poder jogar", assegurou.

Na entrevista, Sheik fez mistério sobre seu futuro. Questionado sobre propostas de Atlético-PR e Santos, lembrou: "Eu sou praiano". Ainda assim, ponderou: "São duas lindas cidades, mas quando se trata de trabalho a gente não escolhe muito. Tem que ver as oportunidades. Quero ver o projeto de cada clube. Ouvi dizer que tem o Santos, o Atlético, tem outros clubes envolvidos também", contou, sem dizer quais seriam esses times.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.