Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Emerson Sheik 'pega leve' com São Paulo, mas quer bater rival no clássico

Atacante diz que não se 'sensibiliza' com situação do rival, que não vence uma partida há dez jogos

VÍTOR MARQUES, Agência Estado

24 de julho de 2013 | 13h29

SÃO PAULO - Emerson ironizou o São Paulo logo após a conquista da Recopa Sul-Americana, no último dia 17, no Pacaembu. "Que dó, que dó", escreveu ele numa rede social. "Foi uma brincadeira que fiz com amigos", afirmou o atacante nesta quarta-feira.

E o atacante foi convocado para uma entrevista coletiva justamente na semana na qual o Corinthians reencontra o São Paulo, domingo, no Pacaembu, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. "Pediram para eu pegar leve hoje", brincou. "Na minha cabeça não imagino o São Paulo ser rebaixado, na Segunda Divisão, ainda vai mudar muita coisa até o final do Campeonato Brasileiro", completou.

Esse foi o lado politicamente correto da entrevista. Depois, quando pediram a ele um palpite sobre o jogo do São Paulo contra o Internacional, nesta quarta-feira à noite, pelo Brasileirão, ele perguntou: "Onde será o jogo?". Quando soube que será no Morumbi, ele cravou que o Internacional ganhará a partida.

"Mas não me sensibilizo nem um pouco com a situação do São Paulo", afirmou o atleta quando perguntado se o Corinthians poderia "pegar leve" no clássico de domingo. "Aqui a gente trabalha com afinco", respondeu.

Emerson reconheceu que a situação do Corinthians no Brasileiro não é confortável e que a equipe precisa voltar a vencer para subir na classificação - o time é só o 13.º colocado, com dez pontos.

O atacante ainda apostou que a o Atlético Mineiro tem chance de conquistar a Libertadores jogando no Mineirão contra o Olimpia, nesta noite de quarta, no Mineirão. Mas não poupou o árbitro Carlos Amarilla, ainda apontado por ele como o grande culpado da eliminação do Corinthians diante do Boca Juniors. "Tínhamos tudo para conquistar o segundo título, fica esse sentimento. Um babaca veio aqui, um idiota e tirou nosso sonho."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.