Reuters
Reuters

Emery exalta chance de Arsenal ganhar 'título especial' e ir à Liga dos Campeões

Equipe londrina encara o Chelsea nesta quarta-feira, na final da Liga Europa, em Baku

Redação, Estadão Conteúdo

28 de maio de 2019 | 18h16

Campeão da Liga Europa por três anos consecutivos, com os troféus obtidos à frente do Sevilla entre 2014 e 2016, o técnico Unai Emery terá a chance de voltar a ganhar a competição nesta quarta-feira, agora sob o comando do Arsenal. O seu time enfrenta o Chelsea a partir das 16 horas (de Brasília), no estádio Olímpico de Baku, no Azerbaijão, e o treinador exaltou nesta terça a chance que a equipe terá de conquistar um "título especial" neste fechamento de temporada europeia.

E o Arsenal tem motivos de sobra para considerar esta taça, de fato, especial, pois nunca faturou um dos dois principais interclubes do Velho Continente, mas esteve bem perto de alcançá-los por duas vezes - foi vice-campeão da Liga Europa em 2000, quando caiu nos pênaltis diante do Galatasaray, e em 2006 foi superado pelo Barcelona por 2 a 1 na decisão da Liga dos Campeões.

"Nós todos queremos fazer algo importante e temos algo importante aqui com este título. Nós merecemos jogar por isso. Nós traçamos um bom caminho nesta competição e nós sentimos que tínhamos muito a fazer juntos nesta competição. Começamos com dois objetivos: um é o de vencer a Liga Europa e o segundo era alcançar a Liga dos Campeões através do Campeonato Inglês. Nós podemos alcançar dois objetivos amanhã. Nós podemos vencer um título e também jogaremos com a oportunidade de ir à Liga dos Campeões", afirmou o comandante espanhol, em entrevista coletiva em Baku

O título da Liga Europa assegura uma vaga no principal interclubes da Europa na próxima temporada, mas Emery lembra que primeiro é preciso triunfar na decisão desta quarta-feira e encarar esta meta como mais importante do que a consequentemente classificação para a Liga dos Campeões.

"Para nós o primeiro objetivo é este título, depois é conquistar uma vaga na Champions... Os jogadores devem saber que se trata de um título especial", destacou o treinador, que depois completou: "Temos um grande desafio, com dois objetivos, mas agora estamos concentrados apenas em ganhar um troféu".

WENGER É LEMBRADO 

E ao projetar o título inédito da Liga Europa para o Arsenal, Emery fez questão de lembrar o legado deixado pelo treinador francês Arsène Wenger, que ficou por longos 22 anos à frente do time londrino, entre 1996 e 2018. No período, ele conduziu o clube a três troféus do Campeonato Inglês e a outros sete da Copa da Inglaterra, além de ter erguido outras sete taças da Supercopa inglesa.

"Ele instalou uma nova cultura futebolística neste clube, e quero mantê-la. Conversamos quando cheguei e aprendi muito com ele. Quero ajudar o Arsenal a conseguir tudo o que pode, começando por este título europeu", projetou o espanhol, para depois revelar uma outra meta a longo prazo: "Quero que o Arsenal seja um dos dez melhores times do mundo".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.