Tony O'Brien/Reuters
Tony O'Brien/Reuters

Emery pede 'clima de final' contra o Rennes para Arsenal avançar

Time inglês precisa reverter derrota por 3 a 1 sofrida na ida para avançar na Liga Europa

Redação, Estadão Conteúdo

13 de março de 2019 | 13h02

O Arsenal terá uma difícil missão nesta quinta-feira para avançar às quartas de final da Liga Europa. Derrotado na partida de ida por 3 a 1, na França, na semana passada, o time inglês receberá o Rennes, em Londres, com o desafio de vencer por 2 a 0 ou por três ou mais gols de diferença. Para isso, o técnico espanhol Unai Emery pede um "clima de final" no Emirates Stadium.

"Nós precisamos de concentração amanhã (quinta-feira) e temos que criar um clima muito emocional, de final, nos 90 minutos junto com nossos torcedores", disse Emery em entrevista coletiva nesta quinta-feira. "Precisamos ter nossas mentes limpas nos 90 minutos, muita calma e atenção para tomar as melhores decisões em campo".

O treinador descartou qualquer rótulo de favorito ao Arsenal. "Não penso nisso (ter o favoritismo). Apenas quero fazer a melhor partida possível, fazer tudo o que pudermos, como todos os jogadores", comentou. "No primeiro jogo, eles (Rennes) nos bateram e agora nós queremos mostrar que aqui será diferente, mas com grande respeito a eles".

Emery fez elogios ao Rennes, especialmente pelo que o time francês mostrou na partida de ida. "É um bom time em um bom momento, que tem jogadores de qualidade. É uma equipe que joga bem no ataque e é organizada na defesa. Venceram o Betis (na fase anterior) em dois jogos com uma grande performance", afirmou.

O técnico do Arsenal comemorou a volta do centroavante francês Alexandre Lacazette, que cumpriu suspensão por ter sido expulso na fase anterior contra o BATE Borisov, da Bielo-Rússia. "Estamos felizes por podermos usar todos os jogadores. São notícias positivas para nós", completou o espanhol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.