Steve Christo/Reuters
Steve Christo/Reuters

Emirados Árabes e Iraque vão à semifinal da Copa da Ásia

'Zebras', ambas as equipes triunfam nos pênaltis e se juntam a Austrália e Coreia do Sul nas semis. Japão e Irã dão adeus

Estadão Conteúdo

23 de janeiro de 2015 | 10h41

Na base do sofrimento, com vitórias conquistadas nas disputas por pênaltis, Emirados Árabes Unidos e Iraque garantiram classificação às semifinais da Copa da Ásia, nesta sexta-feira, na Austrália.

Atuais campeões do torneio continental, os japoneses acabaram surpreendido pelos árabes, que avançaram após empate por 1 a 1 no tempo normal e 0 a 0 na prorrogação, em Sydney. Já os iraquianos empataram por 1 a 1 com o Irã nos primeiros 90 minutos e depois por 2 a 2 no tempo extra, em Newcastle.

Com os resultados, os Emirados Árabes se credenciaram para enfrentar na semifinal a dona da casa Austrália, que na última quinta-feira derrotou a China por 2 a 0 nas quartas de final. O duelo será na próxima terça. Já o Iraque terá pela frente, um dia antes, a Coreia do Sul, que passou pelo Usbequistão por 2 a 0 nesta fase.

Honda e Kagawa, dois ídolos da seleção japonesa, acabaram sendo os vilões da disputa por pênaltis. O primeiro deles isolou a sua cobrança, enquanto o segundo acertou a trave. Pelo lado dos Emirados Árabes, apenas Esmaeel errou, e assim o seu país triunfou por 5 a 4 nas penalidades.

Antes disso, os Emirados Árabes começaram a surpreender já no início, com Ali Ahmed Mabkhout abrindo o placar aos 7 minutos do primeiro tempo. Depois disso, o time conseguiu segurar o resultado até os 36 minutos da etapa final, quando Shibasaki acertou belo chute da entrada da área para empatar. Na prorrogação, porém, os japoneses pararam na defesa adversária e, pressionados, sucumbiram nas penalidades.

Horas antes de o Japão dar adeus à Copa da Ásia, Irã e Iraque travaram um confronto emocionante pelas quartas de final. Azmoun abriu o placar para os iranianos aos 24 minutos do primeiro tempo, mas os iraquianos empataram aos 9 da etapa final.

Na prorrogação, que teve quatro gols, Mahmood virou para o Iraque já aos 3 minutos do primeiro tempo, mas já aos 13 Pouraliganji voltou a deixar o placar empatado. Já aos 11 minutos da etapa derradeira do tempo extra, Ismail, de pênalti, parecia decretar a vitória iraquiana, mas Ghoochannejhad empatou para os iranianos aos 14 minutos, forçando a disputa por penalidades.

E, nos pênaltis, o Iraque triunfou por 7 a 6, depois que Amiri desperdiçou a última cobrança iraniana. Antes disso, já nas duas primeiras batidas, Hajsafi também errou pelo Irã, enquanto Abdulameer falhou pelos iraquianos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.