Fernando Bizerra Jr/EFE
Fernando Bizerra Jr/EFE

Emoção e lágrimas tomam conta da Arena Condá em chegada de vítimas

Muitos torcedores rezaram e lamentaram a morte dos 'ídolos'

Daniel Batista, enviado especial a Chapecó, O Estado de S.Paulo

03 de dezembro de 2016 | 12h15

Emoção e lágrimas tomaram conta de Chapecó neste sábado. Desde o início da manhã, com a chegada dos corpos dos atletas e dirigentes do clube vítimas de acidente aéreo na Colômbia que matou 71 pessoas, milhares de pessoas foram às ruas e à Arena Condá para prestar a última homenagem. 

Debaixo de forte chuva, a despedida teve início no aeroporto da cidade, onde o presidente Michel Temer recebeu os 50 corpos. Depois, o cortejo fúnebre percorreu 9 quilômetros pelas ruas da cidade, até o estádio, onde foi realizado o velório coletivo com a presença de familiares, torcedores e autoridades. Temer também participou da cerimônia na arena.

Tite, técnico da seleção brasileira, cancelou uma viagem que faria à Europa onde iria assistir a cinco jogos, para acompanhar o velório. “Quero poder, na medida do possível, amenizar um pouquinho o sofrimento e encorajá-los”, disse o treinador.

Assim como o presidente da Fifa, Gianni Infantino, o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, também viajou à Chapecó, acompanhado de diretores da entidade. “Vim prestar homenagem a todos os familiares, corpo técnico e jornalistas. Estamos fazendo o nosso papel. Aquilo que pudermos fazer, estamos fazendo”, afirmou.

Ex-jogadores do clube também foram ao velório, como Vilson (Corinthians), Douglas Grolli (Ponte Preta) e Soares (Madureira). 

O silêncio só era rompido pelo barulho da chuva, aplausos e choros. Muitos torcedores rezavam, outros choravam. A cada corpo que entrava no campo, todo o estádio aplaudia.

Em outras cidades do País, foram velados os corpos de jornalistas que também morreram no acidente de terça-feira: 20 profissionais de imprensa foram vítimas do desastre.

Neste domingo será realizado os sepultamentos dos corpos de vários atletas da Chape em suas cidades de origem, onde são esperadas novas homenagens.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.