Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Emocionado, Jael se despede do Grêmio e lembra: 'Cheguei sem ser respeitado'

Atacante vai defender o Tokyo FC, clube da primeira divisão do futebol japonês

Redação, Estadão Conteúdo

15 de fevereiro de 2019 | 16h21

O atacante Jael não conteve a emoção em sua despedida do Grêmio. Momentos depois de ter confirmada sua venda para o Tokyo FC, o jogador concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira e celebrou sua passagem no clube, onde, de acordo com ele, chegou "sem ser respeitado" e sai com trajetória vitoriosa.

"Difícil o momento da despedida. Vocês sabem muito bem como cheguei aqui e como estou saindo. Foi sacrificante, mas valeu a pena. A maioria contestava e duvidava de mim. Durante todo esse tempo, batalhei bastante para mudar o pensamento de muitos. Hoje, vejo que todo meu sacrifício, batalha e luta, valeram a pena. Hoje, eu tenho respeito. Cheguei sem ser respeitado e hoje tenho respeito", declarou.

Jael chorou bastante ao lembrar dos momentos que viveu no clube. Ele lembrou que chegou a aceitar uma redução salarial para renovar com o Grêmio em 2017, e que decidiu seguir na equipe em 2018 para tentar buscar a titularidade, o que acabou acontecendo.

"É uma coisa que vou guardar sempre na minha vida. Lembro que no final de 2017 eu estava em casa e surgiram algumas propostas que eram financeiramente melhores, mas falei para minha esposa que, naquele momento, não iria pensar em dinheiro, que eu iria renovar para mudar o pensamento de todos, para mudar minha história dentro do Grêmio."

Antes de chegar ao Grêmio, Jael já havia passado por clubes como Cruzeiro e Flamengo, mas somente no time gaúcho conseguiu se firmar e conquistar o carinho da torcida, que também foi exaltada por ele na despedida.

"Treinei forte todos os dias. Eu tenho o pensamento de que o próximo jogo é sempre o mais importante. Eu deixo tudo dentro de campo, porque não sei o que vai acontecer depois. Vocês percebiam minha luta, minha batalha. Sempre dei carrinho. É o espírito que o torcedor gosta. Deu essa liga", considerou.

TREINO 

Na atividade desta sexta, Victor Signorelli, substituto de Renato Gaúcho, dividiu o elenco em três grupos e indicou uma escalação mista para encarar o Brasil de Pelotas, domingo, fora de casa, pelo Campeonato Gaúcho. Luan e Marinho não trabalharam em campo e devem ser poupados, assim como Maicon. O time, no entanto, só deverá ser definido na atividade de sábado.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
GrêmioJaelfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.