Emocionado, Muricy Ramalho fala em se aposentar no São Paulo

Técnico não esconde a emoção ao falar do seu relacionamento com os torcedores

FERNANDO FARO, Agência Estado

13 de setembro de 2013 | 08h25

SÃO PAULO - Principal estrela da noite no Morumbi, Muricy Ramalho agradeceu o apoio da torcida e admitiu que ficou emocionado com a recepção em seu retorno após quatro anos ao São Paulo. Ele foi o alvo das maiores manifestações antes e depois da vitória por 1 a 0 sobre a Ponte Preta e não escondeu a emoção ao falar do seu relacionamento com os torcedores.

"Voltei mais pelo apego da torcida, não pelo contrato. Se fosse analisar friamente, não seria uma coisa pra eu aceitar. Pelo momento, tenho minha vida legal e realizada. Mas quando o telefone tocou não deu para falar não. Contrato foi feito em cinco minutos, não tem o que dizer", explicou o treinador.

Aos 57 anos, Muricy igualou o número de vitórias de Telê Santa (198) e já afirmou algumas vezes que pretende se aposentar em breve. Ao analisar o futuro, deixa claro que gostaria de encerrar a carreira no Morumbi.

"Tomara, a gente tinha até a intenção na época de acompanhar o Telê, que ficou cinco anos aqui. Na época eu era o cara escolhido para que o Telê passasse os ensinamentos dele aqui e fiquei bastante tempo, três anos e meio".

O São Paulo se reapresenta nesta sexta-feira no CT da Barra Funda e inicia os preparativos para a partida contra o Vasco no domingo, em São Januário. O time não terá Denilson, suspenso, e Wellington, que ainda se recupera de um sangramento digestivo sofrido na partida contra o Coritiba.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.