Empate com Atlético-PR salva Botafogo

O título não veio para o Atlético-PR, que sofreu muito para empatar com o Botafogo, por 1 a 1, neste domingo à tarde, na Arena da Baixada, em Curitiba. Mesmo assim, os jogadores foram muito aplaudidos pelos torcedores ao final da partida, reconhecendo a boa campanha do time no Brasileiro. Mas quem comemorou mesmo foi a equipe carioca, que escapou do rebaixamento.A empolgação da torcida, que lotou o estádio da Arena da Baixada, inflamou o time paranaense no início do jogo. Com quatro minutos, o Atlético teve a primeira oportunidade num cruzamento de Ivan, que Marinho cabeceou para fora.O Botafogo respondeu rápido. Dois minutos depois da chance do Atlético, o goleiro Diego saiu nos pés de Túlio e salvou o time da casa.O sol forte que brilhou na tarde curitibana não impediu que os jogadores dos dois times imprimissem uma velocidade alucinante na partida. O Botafogo, no desespero de escapar do rebaixamento, não tinha muita organização. Ao passo que o Atlético ia com mais entrosamento, embora perdia os gols facilmente. Os gols do Santos, logo no começo da partida com o Vasco, não desanimaram os torcedores. Mas a queda de rendimento do Atlético conforme o tempo passava preocupou e, na metade do primeiro tempo, muitos já começaram a gritar "raça". Principalmente depois que o Botafogo quase marcou, aos 20 minutos, com o chute de Caio que parou na trave.O jogo, que começou em ritmo forte, encerrou o primeiro tempo lento, sob protestos dos torcedores."Quem está decidindo não pode ir assim", reclamou o zagueiro Marinho. "Temos que acertar mais os passes", reforçou o volante Fabiano. Não adiantou. Talvez por já ter conhecimento de que o Santos vencia por 2 a 0, os jogadores do Atlético voltaram mais ansiosos e continuavam permitindo que o Botafogo fosse com facilidade ao ataque. Aos 5 minutos, Alex Alves perdeu um gol para o Botafogo, quando estava livre na área. Um minuto depois, Schwenck chutou de fora da área para defesa de Diego.Mesmo não jogando bem, o time da casa quase marcou aos 15 minutos, quando o goleiro Jefferson defendeu uma bola tocada de forma fraca por Washington. No mesmo instante, o Vasco descontava em São José do Rio Preto, incendiando a torcida na Arena da Baixada. Dois minutos depois, Jadson cobrou falta na trave.Quando se esperava que o Atlético iria retomar o futebol rápido que o fez se qualificar para disputar o título até a última rodada, Alex Alves fez boa jogada aos 22 minutos e passou para Schwenck marcar 1 a 0 para o Botafogo.O desespero tomou conta do time do Atlético, vendo o título escapar. Mas, aos 33 minutos, Morais conseguiu colocar na cabeça de Washington, que empatou o jogo, marcando seu 34º gol no Brasileiro.Mas foi só. O nervosismo dos jogadores do Atlético impediu uma virada. Mesmo porque, o Botafogo se fechou na defesa, ciente de que o empate já lhe garantia a permanência na primeira divisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.