Empate com Everton deixa Ferguson insatisfeito

O Manchester United desperdiçou a chance de se aproximar dos líderes da tabela do Campeonato Inglês ao empatar com o Everton em 1 x 1, neste sábado, após um segundo tempo de partida medíocre. O meio-campista Darren Fletcher colocou o atual campeão na frente aos 22 minutos do primeiro tempo e o time de Old Trafford poderia ter ampliado a vantagem antes do intervalo, mas um gol de cabeça de Marouane Fellaini deu ao Everton o gol e o merecido ponto. O impressionante começo do Hull City entre os primeiros colocados continua com tudo após o time ter batido o West Bromwich Albion por 3 x 0, o que deixou a equipe empatada em 20 pontos com os líderes Chelsea e Liverpool, que se enfrentam no domingo em Stamford Bridge. O Manchester está cinco pontos atrás. O Sunderland venceu o Newcastle United com uma cobrança de falta de Kieran Richardson faltando 15 minutos para o final da partida, a primeira vitória do Sunderland jogando em casa contra o Newcastle em 28 anos. O final da partida, que deixou o Newcastle na penúltima colocação, foi marcado pela confusão entre as torcidas adversárias e a polícia teve que interferir para restaurar a ordem. O técnico do Manchester United, Alex Ferguson, criticou a atuação de seu time no segundo tempo, embora ele também tenha acusado o árbitro Alan Wiley de não ter protegido seus jogadores. "Nós não fizemos muita coisa no final e tivemos de nos segurar", disse Ferguson à Sky Sports. "Eles nos desestruturaram no segundo tempo e passamos a jogar a bola de qualquer maneira." SEM PROTEÇÃO O atacante Wayne Rooney, do Manchester, que esperava marcar seu 100o gol pelo clube contra seu ex-time, recebeu cartão amarelo e foi substituído após enfurecer os torcedores do Everton por beijar o símbolo do Manchester em sua camisa na frente deles. "O árbitro mostrou cartão amarelo para ele por nada e então os torcedores do Everton ficaram implicando com ele", afirmou Ferguson. "Não acho que ele tenha protegido nossos jogadores. Alguém vai se machucar feio um dia", acrescentou. Fletcher abriu o placar para o Manchester após receber passe de Ryan Giggs, passando por Joleon Lescott e Tim Howard, que mais tarde realizou grandes defesas para evitar gols de Cristiano Ronaldo, Nemanja Vidid e Giggs. O Everton conseguiu o empate inesperado aos 18 minutos do segundo tempo, quando Fellaini demonstrou uma tremenda força para completar de cabeça o cruzamento do ex-jogador do Manchester Phil Neville e superar o goleiro Edwin van der Sar. Um erro do defensor Rio Ferdinand, do Manchester, quase presenteou Ayegbeni Yakubu com um gol, mas Van der Sar salvou a trapalhada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.