Empate no fim mantém Arsenal na liderança; Manchester sobe

Quem também consegue um bom resultado é o Chelsea, que goleia o West Ham; confira a classificação

Mike Collett, Reuters

01 de março de 2008 | 16h28

O Arsenal marcou um gol no final da partida e conseguiu garantir empate em 1 a 1 com Aston Villa, apesar de sua liderança no Campeonato Inglês ter caído para um ponto com a vitória do Manchester United por 3 a 0 sobre o Fulham, neste sábado.    Veja também: Classificação e calendárioNicklas Bendtner, que veio do banco, marcou restando segundos para o final da partida, impedindo a vitória do Villa e levando o Arsenal a 65 pontos, um a mais que o Manchester, que permanece em segundo na tabela. O terceiro colocado Chelsea venceu o West Ham United por 4 a 0, apesar de Frank Lampard, que marcou o primeiro gol contra seu ex-time, ter sido expulso aos 33 minutos do primeiro tempo por causa de um empurrão, que pareceu inofensivo, em Luis Boa Morte. O Chelsea tem 58 pontos e um jogo a menos que os dois primeiros colocados. Na maior parte do jogo, o Arsenal não conseguiu se encontrar diante do Villa e parecia seguir para sua primeira derrota em casa na temporada. O Villa abriu o placar com um gol contra de Philippe Senderos, que desviou um chute de Gabriel Agbonlahor aos 27 minutos de jogo, e se manteve no controle da partida com um excelente futebol. Entretanto, o Arsenal manteve a pressão e foi compensado pouco antes do final do jogo com o gol de Bendtner. "Nós fomos dominados física e tecnicamente pelo Aston Villa, mas conseguimos nos recompor no segundo tempo. O ponto que conquistamos pode ser de vital importância no final da temporada", afirmou aliviado Arsene Wenger, técnico do Arsenal, ao programa Sky Sports News. O Manchester United, que não é derrotado pelo Fulham desde 1964, não sofreu nenhum tipo de ameaça a tal marca, principalmente depois que Owen Hargreaves colocou o time à frente com uma cobrança de falta, aos 15 minutos do primeiro tempo. O gol de cabeça de Park Ji-sung e o contra de Simon Davies garantiram a vitória ao Manchester, deixando o Fulham em penúltimo na zona de rebaixamento. "Foi uma atuação profissional e fizemos bem o nosso trabalho", afirmou Alex Ferguson, técnico do Manchester. Em outras partidas, o Birmingham City melhorou suas chances de evitar o rebaixamento com a vitória por 4 a 1, em casa, em cima do Tottenham Hotspur, campeão da Copa da Liga, graças aos três gols de Mikael Forssel. O Reading conseguiu interromper a série de oito derrotas consecutivas e venceu o Middlesbrough por 1 a 0, com gol de James Harper, no último minuto de jogo. Quem não tem motivos para comemorar é o Newcastle United, que, jogando em casa, dominou a partida contra o Blackburn, mas perdeu após Matt Derbyshire marcar no final do jogo e garantir a vitória por 1 a 0. O Newcastle não conseguiu uma vitória há sete jogos no Campeonato Inglês e na Copa da Liga, desde que Kevin Keegan voltou ao comando do time em meados de janeiro. Para o Blackburn, a vitória mantém o time na briga por uma vaga na Copa da Uefa.

Tudo o que sabemos sobre:
Campeonato InglêsArsenal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.