EFE
EFE

Empate sem gols contra Villarreal garante Arsenal na semi

Time inglês conta com o apoio da torcida para garantir a classificação na Liga; espanhóis prometem surpresa

EFE,

14 de abril de 2009 | 19h03

O Arsenal recebe nesta quarta-feira o Villarreal no Emirates Stadium de Londres, às 15h45 de Brasília, precisando apenas de um empate sem gols para se classificar à semifinal da Liga dos Campeões - acompanhe pelo estadao.com.br.

 

Veja também:

linkPorto tenta fazer valer pequena vantagem sobre Manchester

linkBarcelona elimina Bayern e pega o Chelsea nas semifinais

linkChelsea avança na Liga dos Campeões com empate

tabela Liga dos Campeões - Calendário / Resultados

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

 

Depois do empate em 1 a 1 de semana passada no estádio de El Madrigal, os ingleses dependem de outro resultado positivo, agora diante de sua torcia, para estar entre os quatro melhores da principal competição europeia de clubes desta temporada.

 

Embora saiba que o resultado sem gols o garante na próxima fase, o Arsenal quer a vitória. O time defende uma invencibilidade de 23 jogos em casa e o pensamento é seguir ampliando este número - pelo menos segundo palavras do técnico francês Arsene Wenger.

 

"Queremos ser decisivos, mas isso só é possível jogando de forma positiva. Não acho que sejamos o tipo de equipe que atua para conseguir o 0 a 0, não é nosso estilo natural", apontou.

 

Atual quarto colocado do Campeonato Inglês, a equipe vem de uma goleada de 4 a 1 diante do Wigan, fora de casa, e manteve os oito pontos de vantagem para o Aston Villa.

 

Para a partida desta quarta, Wenger não contará com o goleiro espanhol Manuel Almunia, e o francês Clichy, com uma lesão nas costas. O russo Arshavin, que já defendeu o Zenit na Liga, também não joga.

 

Por outro lado, o holandês Robin Van Persie volta à equipe titular. O volante brasileiro Denílson também está confirmado.

 

Já os espanhóis, eliminados pelo Arsenal na semifinal da temporada 2005-2006, chegam sem o meia brasileiro naturalizado espanhol Marcos Senna e o apoiador Santi Carzola, lesionados.

 

Enquanto Cazorla deu adeus à temporada por conta de uma fratura do perônio da perna direita, Senna voltou a sentir um problema muscular na perna esquerda durante a derrota por 2 a 0 de sábado para o Málaga em casa, pelo Espanhol.

 

"São ausências importantes por serem jogadores de seleção. No entanto, como sempre disse, há outros que podem disputar este tipo de partida", comentou o técnico chileno Manuel Pellegrini.

 

Mesmo vindo de derrota, o treinador garantiu que a equipe não chegará desanimada para o confronto de quarta no Emirates Stadium.

 

"Buscar motivação em encontros como este não custa nada e não depende do que ocorreu no sábado, pois são competições diferentes. Disputar a vaga na semifinal da Liga dos Campeões já é uma motivação suficiente", comentou o chileno.

 

Pellegrini lembrou que o clube já conseguiu se classificar disputando o segundo jogo fora de casa nesta temporada, eliminando o Panathinaikos em Atenas. Na ida, também houve empate em 1 a 1.

Tudo o que sabemos sobre:
Liga dos CampeõesArsenalVillarreal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.