Empolgado, Palmeiras sonha com a ponta

O clima no Palmeiras é de empolgação. O técnico Emerson Leão tenta disfarçar, mas a vitória de virada sobre o Cruzeiro, por 2 a 1, sábado, no Parque Antártica, atiçou de vez os jogadores e dirigentes. A expectativa é que a semana seja importantíssima para o elenco. Pelas previsões otimistas, com vitórias diante do Santos, na Vila Belmiro, e frente ao Goiás, no Parque Antártica, haveria a esperança até de liderança do Brasileiro.?Nós estamos crescendo na hora certa. Nosso time ganhou consistência, personalidade e confiança. Tanto, que com apenas dez jogadores (Fabiano foi expulso aos 43 minutos do primeiro tempo) nós derrotamos o Cruzeiro, um adversário que é sempre difícil. Queremos aproveitar ao máximo essa semana. Mais seis pontos seriam fundamentais na nossa briga pelo título?, diz Corrêa.Leão percebeu o clima de euforia que começou a dominar seu time e tratou de travá-lo com uma saída simples.?Não quero falar nem do jogo contra o Santos, quanto mais falar sobre a próxima semana. Nós acabamos de vencer o Cruzeiro. Quero sim é aproveitar ao máximo essa chance rara de aproveitar o descanso do domingo.?O técnico fez questão de manter sua autoridade. Ele soube que Washington ficou irritado por ter ficado apenas 13 minutos em campo. Entrou no lugar de Gioino, aos 22 minutos, e saiu aos 35 minutos, dando lugar para Roger.?O Washington pode ter ficado irritado, mas eu sei porque ele saiu. E é isso o que basta aqui no Palmeiras?, avisou o treinador.Leão, no entanto, não quis falar sobre as acusações de desvio de dinheiro de Ademir da Guia na Câmara Municipal. ?De política, eu não falo. Não entendo e não quero entender?, desconversou.Contra o Santos, na quarta-feira, o Palmeiras não terá Marcinho Guerreiro que tomou o terceiro amarelo e Fabiano, expulso. Roger e Michel deverão entrar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.