Empregada furta US$ 500 mil do técnico do Uruguai

O treinador da seleção uruguaia de futebol, Oscar Tabárez, perdeu quase 500 mil dólares num furto cometido por uma empregada doméstica, que retirou o dinheiro das contas bancárias do patrão durante dois anos.

REUTERS

22 de dezembro de 2010 | 16h45

O jornal local El País disse que a Justiça uruguaia prendeu a mulher, seu marido e sua irmã. Com o dinheiro, a empregada comprou e reformou uma casa de 150 mil dólares, adquiriu um veículo e um restaurante, segundo o jornal.

Uma fonte judicial confirmou à Reuters que as três pessoas foram presas e serão processadas por "furto continuado" e "receptação."

A mulher "trabalhou como doméstica durante muitos anos para a família de Tabárez, e era considerada de confiança, como uma integrante a mais na família, até que ultimamente tiveram dúvidas sobre sua fidelidade," disse a fonte judicial.

Tabárez começou a suspeitar de desvios na sua conta depois que voltou da Copa da África do Sul, onde levou o Uruguai à quarta colocação.

Desde 2008, a mulher fazia saques diários de 500 a 1.000 dólares com cartões que ela furtou do treinador.

(Reportagem de Conrado Hornos)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTTABAREZROUBO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.