Empreiteira será dispensada por atraso em obra da Euro

Consórcio internacional deve assumir construção do estádio de Lviv para a Eurocopa de 2012, na Ucrânia

AE, Agência Estado

30 de março de 2010 | 12h10

A empreiteira principal que trabalha na construção do Estádio de Lviv para a disputa da Eurocopa de 2012 será dispensa depois de ser alvo de críticas de Michel Platini, presidente da Uefa.

Borys Kolesnikov, vice-primeiro-ministro da Ucrânia, disse nesta terça-feira que a empresa contratada será dispensada por conta do ritmo lento de trabalho. Platini disse na segunda-feira que as obras em Lviv "não tinham feito qualquer progresso".

Kolenikov afirmou, em entrevistas para redes de TV, que um consórcio internacional entre empresas ucranianas, turcas, croatas e macedônias irá assumir a responsabilidade pela construção.

Enquanto isso, a empresa de construção responsável pela obra do Estádio Olímpico em Kiev, que está com um atraso de três meses, prometeu que vai recuperar o tempo perdido até junho.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolEurocopaLvivestádios

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.