Reprodução
Reprodução

Empresa chinesa dará nome a novo estádio do Atlético de Madrid

Arena que será inaugurada na próxima temporada vai se chamar Wanda-Metropolitano

Estadão Conteúdo

09 de dezembro de 2016 | 12h51

O Atlético de Madrid encerrou o mistério e divulgou, nesta sexta-feira, qual será o nome do seu novo estádio. A arena, a ser inaugurada no início da próxima temporada, vai se chamar Wanda-Metropolitano, após a Wanda Group, gigante chinesa dona de diversos negócios em todo o mundo, comprar os naming rights do estádio.

O novo estádio do Atlético, na verdade, não é tão novo assim. Trata-se do La Peineta, da prefeitura de Madri, construído em 1993 e que, com capacidade para 20 mil pessoas, era utilizado principalmente para competições de atletismo.

Como o Vicente Calderón não pode ser modernizado por ser cercado de rio de um lado e de prédios residenciais do outro, sem espaço para crescimento. Assim, desde 2007 existe o projeto de reforma do La Peineta, que seria o estádio olímpico se Madri tivesse vencido a disputa pelos Jogos Olímpicos de 2020.

Apesar do fracasso na candidatura, a ideia foi mantida num acordo entre o Atlético e a prefeitura, que passará para o clube os direitos sobre o estádio a partir de junho do ano que vem, quando ele for reinaugurado, coberto, com capacidade para cerca de 70 mil pessoas. O Vicente Calderón vai dar lugar a um parque.

Dono de 20% das ações do Atlético, o Wand Group comprou também os naming rights do estádio, por valor não revelado. O grupo chinês, dono de diversos negócios, é a maior rede de cinemas do mundo e pretende expandir seus negócios, tanto que recentemente se tornou patrocinador da Fifa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.