Empresa russa deve comprar a Roma

A equipe da Roma, da primeira divisão do futebol italiano, está muito perto de passar para o controle de uma companhia petrolífera russa, segundo informa o jornal "La Gazzetta dello Sport", em sua edição desta quinta-feira. De acordo com o diário, o representante da empresa Nafta Moscou, Valery Semenov, disse que a companhia está disposta a oferecer 400 milhões de euros (cerca de US$ 500 milhões) pelo clube.Pela proposta russa, o atual presidente da Roma, Franco Sensi, receberia 100 milhões de euros, enquanto que outros 50 milhões seriam investidos na compra de jogadores. O restante seria destinado exclusivamente para o pagamento das dívidas do clube. A Nafta Moscou surgiu no início dos anos 90 com a privatização das companhias públicas da extinta União Soviética, depois da queda do regime comunista. Os executivos da Nafta seguem os passos do milionário russo, Roman Abramovich, que já é proprietário do Chelsea, equipe da primeira divisão inglesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.