José Patrício/Estadão - 05/01/2015
José Patrício/Estadão - 05/01/2015

Empresário aguarda eleição para definir o futuro de Petros

Meia tem sido pouco usado no Corinthians depois da volta de Tite e pode sair do clube dependendo de quem for o novo presidente

Vítor Marques, O Estado de S. Paulo

06 de fevereiro de 2015 | 08h04

Petros perdeu espaço no Corinthians com a chegada do técnico Tite e deve ser negociado após a eleição para presidente neste sábado. Quem afirma é o próprio empresário do jogador, Fernando Garcia, que também é conselheiro do clube.

"O Petros tem bola para jogar em qualquer posição do meio de campo. Respeito a decisão do Tite, mas não concordo com ela", disse Garcia.

Na vitória por 4 a 0 contra o Once Caldas, quarta-feira, pela Libertadores, Petros foi cortado do banco de reservas. Seria já um indício de que o jogador será negociado com outra equipe. "Oito clubes me procuraram para contratar o Petros. Não vamos decidir nada agora, porque tem eleição no sábado", afirmou o empresário.

Garcia disse que o Corinthians não agiu de maneira correta com ele ao traçar o planejamento do elenco para 2015. "Vi que estavam trazendo mais volantes, o Cristian, quase veio o Jonas. Eu teria arrumado um negócio para o Petros."

O contrato de Petros com o Corinthians termina só em 2018. O clube tem 50% dos direitos econômicos do atleta, e os outros 50% pertencem a Garcia. Fernando é irmão de Paulo Garcia, que apoia a chapa de Antônio Roque Citadini à presidente como candidato da oposição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.