Charles Platiau/ Reuters
Charles Platiau/ Reuters

Empresário de Cavani revela sondagens de Palmeiras, Flamengo e Inter

Com contrato até o meio da temporada, o atacante uruguaio pode chegar ao futebol brasileiro, mas precisaria reduzir drasticamente seu salário

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de abril de 2020 | 08h15

Edinson Cavani pode ser uma das grandes atrações do futebol brasileiro no segundo semestre. De acordo com o empresário do jogador, Walter Guglielmone, Palmeiras, Flamengo e Inter sondaram recentemente o jogador, que tem contrato só até o meio do ano com o Paris Saint-Germain e a tendência é que ele deixe o clube francês.

"Para ser honesto, tudo pode acontecer, pois existem muitos clubes interessados em Edinson. Recebemos sondagens da América do Sul com Flamengo, Palmeiras, Internacional de Porto Alegre e Boca Juniors, contou Guglielmone, em entrevista ao jornal "Tuttosport". Ele ainda negou que tivesse conversas com o Napoli, da Itália, clube em que Cavani atuou entre 2010 e 2013. 

O Flamengo chegou a sondar o jogador quando ainda não tinha assegurado a permanência de Gabigol. Além de renovar com o atacante, o clube carioca ainda contratou Pedro. No caso do Palmeiras, o clube já teve conversar com o empresário há alguns meses, mas o time alviverde garante não ter nada relacionado ao atacante uruguaio.

Para defender um clube brasileiro, Cavani teria que reduzir drasticamente seu salário ou o time disposto a contratá-lo precisaria fazer uma grande engenharia financeira. O atacante de 33 anos recebe algo em torno de 10 milhões de euros (R$ 57,18 milhões) por temporada. Daria cerca de R$ 4, 76 milhões de salários mensais.

No momento, Cavani passa a quarentena do coronavírus em sua fazendo, localizada na cidade de Salto, interior do Uruguai. O jogador fez 14 jogos nesta temporada e anotou quatro gols, dando mais quatro assistências.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.