Empresário de Damião critica Laor: 'terá de responder na justiça'

Empresário de Damião critica Laor: 'terá de responder na justiça'

No lançamento da candidatura de Fernando Silva à presidência do Santos, ex-mandatário do time havia chamado atacante de 'pangaré'

O Estado de S. Paulo

09 de outubro de 2014 | 15h03

As críticas feitas por Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro a Leandro Damião não foram bem aceitas pelo estafe do jogador. Nesta quinta-feira, o empresário do atacante, Vinicius Prates divulgou nota em que repudia declarações do ex-presidente do Santos, que chamou o centroavante de "pangaré" em coletiva na quarta, no lançamento da candidatura de Fernando Silva ao cargo majoritário do clube paulista, e promete tomar medidas judicialmente cabíveis.

"É com profunda consternação com que venho manifestar meu total repúdio às declarações do ex-Presidente do Santos, senhor Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, com relação ao atleta Leandro Damião. Classificar o profissional como um "pangaré", além de uma completa deselegância e falta de respeito é uma atitude incompatível com uma pessoa que ocupou o cargo mais alto de um clube com a envergadura do Santos Futebol Clube", escreveu.

De acordo com Prates, Laor atacou a honra de Leandro Damião e anunciou que irá processar o ex-mandatário. "Não concordar com uma negociação é aceitável, democrático e até compreensível, especialmente na condição do senhor Luis Álvaro, ou seja, de opositor à atual Diretoria do Santos. No entanto, atacar a honra do atleta que jamais faltou com suas obrigações profissionais e éticas junto ao Santos é uma atitude injuriosa e que ele terá de responder judicialmente".

Para defender o atleta, o empresário chegou a citar o caso do goleiro santista Aranha, que foi chamado de "macaco" por alguns torcedores do Grêmio, em jogo válido pela Copa do Brasil. "Recentemente vivenciamos um episódio lamentável com outro atleta do Santos que foi vítima de insultos raciais. Agora um ex-dirigente pega carona nessa seara e ataca um profissional com uma expressão totalmente maldosa e com um provável cunho eleitoral, visto a proximidade das eleições para a presidência do clube".

Sem entrar nos méritos do desempenho de Damião dentro de campo, Prates acusa Luis Alvaro de se aproveitar da má fase do jogador para alavancar a candidatura de Fernando Silva. "Não cabem aqui analogias sobre a performance do atleta, pois estas devem ser feitas a cada partida e dentro de campo. Resta apenas lamentar que este tipo de subterfúgio ainda está sendo usado para a conquista de interesses obscuros."

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA

É com profunda consternação com que venho manifestar meu total repúdio às declarações do Ex-Presidente do Santos, senhor Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, com relação ao atleta Leandro Damião. Classificar o profissional como um “pangaré”, além de uma completa deselegância e falta de respeito é uma atitude incompatível com uma pessoa que ocupou o cargo mais alto de um clube com a envergadura do Santos Futebol Clube.

Não concordar com uma negociação é aceitável, democrático e até compreensível, especialmente na condição do senhor Luis Álvaro, ou seja, de opositor à atual Diretoria do Santos. No entanto, atacar a honra do atleta que jamais faltou com suas obrigações profissionais e éticas junto ao Santos é uma atitude injuriosa e que ele terá de responder judicialmente.

Recentemente vivenciamos um episódio lamentável com outro atleta do Santos que foi vítima de insultos raciais. Agora um ex-dirigente pega carona nessa seara e ataca um profissional com uma expressão totalmente maldosa e com um provável cunho eleitoral, visto a proximidade das eleições para a presidência do clube.

Acreditamos que um dirigente de um clube reconhecido mundialmente seja forjado por valores e princípios de gestão e conhecimento esportivo e não sob estratégias rasteiras e utilizando-se de agressões maldosas a profissionais que trabalham diariamente e incansavelmente pelo triunfo do Santos.

Não cabem aqui analogias sobre a performance do atleta, pois estas devem ser feitas a cada partida e dentro de campo. Resta apenas lamentar que este tipo de subterfúgio ainda está sendo usado para a conquista de interesses obscuros. E reitero mais uma vez que o senhor Luis Álvaro terá de responder judicialmente pelas declarações injuriosas.

Atenciosamente,

Vinicius Prates

Agente Leandro Damião

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.