Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Empresário de Pablo revela dívida do Corinthians com o elenco, mas atletas negam

Fernando César diz que premiações estão atrasadas. Jogadores falam que tudo está no prazo

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

28 Novembro 2017 | 07h00

O empresário do zagueiro Pablo, Fernando César, criticou duramente a diretoria do Corinthians após o término das negociações. O dirigente disse que existem dívidas com jogadores referentes a premiações, mas jogadores negam a informação do agente. 

+ Podcast Corinthians: fim da negociação com Pablo serve de recado para empresários

“Premiação eu não sei porque eles não pagaram o prêmio de ninguém até agora, do Paulista, os bichos, nada. Estou cansado de mentiras e transferência de responsabilidade para um atleta que sempre se dedicou pelo Corinthians”, disse o empresário, em entrevista ao Esporte Interativo. 

O Estado entrou em contato com dois atletas do elenco corintiano e ambos asseguraram que tudo está sendo pago de forma correta. A diretoria acertou com os jogadores uma parte dos pagamentos referentes a premiações em dezembro. Logo, ainda não há atraso.

 + Corinthians encaminha a contratação de Marllon, da Ponte Preta

Entretanto, existem algumas pendências com alguns empresários referentes a luvas, mas nada envolvendo salários. Fernando César, porém, disse na entrevista que o clube não deve nada para Pablo. Fernando César ainda admitiu que o acordo não foi sacramentado pelo fato dele temer que o acordado não fosse cumprido.

+ Sequestro de irmã fez Jô ser liberado de jogo do Corinthians

“Toda dificuldade foi mostrada para o público em razão da fala do presidente. Pedimos 40% das luvas no salário e o resto da luva parcelada e colocada na carteira. Pedimos, pois o Corinthians não pagou ninguém este ano. Empresário, luvas, nada. E, para não perder tudo, pedimos 40% neste ano”, afirmou o dirigente. 

Sem acordo, Pablo poderá retornar ao Bordeaux ou negociar com outro clube do Brasil. O Flamengo é quem demonstra maior interesse em seu futebol e o empresário garante que não recebeu qualquer proposta para o atleta. 

 

Mais conteúdo sobre:
Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.