Empresário de Ronaldo é acusado de fraude

O empresário do atacante Ronaldo, Alexandre Martins, está novamente envolvido em um escândalo financeiro e desta vez a acusação atinge em cheio os negócios do craque brasileiro. Segundo o jornal ?El Mundo? desta quinta-feira, ele foi denunciado por fraude na compra da casa em que vive o artilheiro do Real Madrid, no bairro de La Moraleja. ?Ele é acusado de baixar o preço firmado pelo jogador e desviar ? 600 mil?, publica o diário com uma foto da mansão.A denúncia foi feita pela ?Suministros Comar S.A?, antiga proprietária da casa comprada por Ronaldo. De acordo com o jornal espanhol, o empresário do jogador subvalorizou o montante do contrato para efeito de declaração de impostos. ?Em 9 de outubro de 2002 Ronaldo assinou um contrato particular de compra e venda da casa pelo valor de ? 2.177.668. Um mês mais tarde seu agente assinou um novo contrato com uma sensível redução da quantia e deixou a escritura pública por ? 1.578.668?, garante o ?El Mundo?.O texto da acusação diz o seguinte: ?o objetivo de escriturar a compra e venda por um valor inferior era desviar ? 600 mil e, por sua vez, a Empório Ronaldo (empresa do jogador) se beneficiaria na hora do pagamento dos impostos?. Alexandre Martins é acusado de delito de apropriação indevida, fraude financeira e delito contra a Administração de Justiça, além de falsificação de documentos financeiros e públicos.Alexandre Martins e Reinaldo Pitta saíram recentemente da prisão, onde ficaram por mais de três meses, acusados de fraude fiscal, sonegação de impostos e remessa ilegal de divisas. Deixaram o cárcere no dia 31 de outubro graças a um ?habeas corpus? e respondem em liberdade.Mansão - A casa em questão é uma mansão que ocupa 2.500 metros quadrados, dos quais 1.200 estão construídos e contam com um campo de golfe, piscina, banheira, sete banheiros, ginásio, uma cobertura de 300 metros quadrados e uma cozinha de 75 metros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.