Alex SIlva/Estadão
Alex SIlva/Estadão

Empresário e Luan adotam discursos diferentes sobre futuro no Palmeiras

Jogador negou o interesse em sair do clube alviverde e adotou postura contrária a de seu gerente

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

30 de novembro de 2012 | 20h27

SÃO PAULO - A situação do atacante Luan no Palmeiras faz com que o jogador e seu empresário adote discursos distintos, mas a tendência é que a vontade do jogador prevaleça e ele continue na equipe para a próxima temporada.

O Estado noticiou na última quinta-feira que o atacante pediria para ser emprestado para tentar sair do foco e não ser apontado como um dos culpados do rebaixamento para a próxima temporada. Através do site oficial do clube, o jogador negou o interesse de sair e adotou postura contrária a de seu empresário.

"Por tudo que aconteceu com o time na temporada, não tem como não pensar na saída dele, mas temos de respeitar o desejo do atleta. Se ele quer ficar, vamos respeitar e não vamos polemizar. Ele tem um bom contrato e vai permanecer no Palmeiras", disse o ex-atacante Magrão, que gerencia a carreira do atacante.

Luan não quer sair pela porta dos fundos do Palmeiras e já avisou que só saí se o clube mandar. "Por mais diferente que possamos pensar, tem que sempre prevalecer a vontade do jogador", disse Magrão.

O técnico Gilson Kleina confirmou que Luan desperta o interesse de outros clubes, mas que pretende contar com o jogador. "O Luan é um jogador visado por outros clubes, porque sua versatilidade é impecável. Esperamos que ele continue conosco e não sofra com ameaças."

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.