Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Empresário garante Lucas Lima no Santos pelo menos até julho

Meta é ajudar time na conquista do estadual e ir para a seleção

SANCHES FILHO, Estadão Conteúdo

18 Março 2015 | 19h29

Lucas Lima não troca de clube antes de julho. A meta do jogador é ajudar o Santos a conquistar o Campeonato Paulista, ser convocado para defender a seleção brasileira e depois pensar numa transferência para um grande clube europeu. O empresário Édson Khodor, que cuida dos interesses do meia, disse nesta quarta-feira que não houve sequer sondagem do Cruzeiro para tentar contratar Lucas e, mesmo que surja uma boa proposta, será respeitado o acordo de verbal que foi feito com o presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, em janeiro.

Pelo acordo selado no início do ano, o jogador assinou contrato até dezembro de 2017 e teve reajuste salarial, passando de R$ 75 mil para aproximadamente R$ 200 mil por mês (teto do clube). Em caso de rompimento unilateral do contrato, a multa é de R$ 60 milhões para clubes brasileiros e de 60 milhões de euros para o exterior.

"Se em julho, conforme o combinado, surgir uma proposta que atenda aos interesses de Lucas, da Doyen Sports (detentora de 80% dos direitos econômicos do atleta) e do Santos (tem 10%, além dos direitos federativos), ele sai. Até lá, ele fica no Santos", disse Khodor, que é dono dos 10% restantes dos direitos do atleta.

O empresário disse que tem bom relacionamento com o CEO da Doyen, o português Nélio Lucas, e do representante no Brasil do grupo de investimento maltês, Renato Duprat, e não acredita que eles façam pressão para levar Lucas Lima para o Cruzeiro, como forma para recompensar o Cruzeiro, que acolheu e está recuperando Leandro Damião para o futebol. 

"Só o Santos, que tem os direitos federativos jogador, pode assinar a transferência. E também é preciso que o jogador aceite a negociação. Falo com Lucas todos os dias e o quer ele sempre me diz é que está muito feliz no Santos e focado em ser campeão, para recompensar o reconhecimento que teve da nova diretoria do clube", disse Khodor.

DESFALQUE

Valencia recebeu o terceiro cartão amarelo na goleada por 4 a 1 contra o Marília e vai cumprir suspensão no jogo contra o Audax, sábado à tarde, no Pacaembu, pela 11ª rodada. Lucas Otávio é principal candidato a ocupar a vaga.

Mesmo com o time classificado às quartas de final do Paulistão com cinco rodadas de antecedência, o treinador Marcelo Fernandes não pretende poupar titulares ou dar oportunidade para jogadores reservas, mas admite preservar os que apresentarem nível mais elevado de desgaste nos exames que medem o estágio de cada jogador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.