Empresas apresentam projetos à Fifa para usar tecnologia na linha do gol

MADRI - As dez empresas que apresentaram à Fifa projetos para aplicar a tecnologia sobre a linha do gol realizarão testes durante esta semana para que a International Football Association Board (IFAB) estude o relatório durante a reunião que será realizada no próximo dia 5 de março.

Efe

07 de fevereiro de 2011 | 17h00

Segundo a Fifa, a instituição EMPA testará, desde esta segunda-feira até o dia 13 de fevereiro, os sistemas tecnológicos apresentados pelas dez companhias. Foi no dia 20 de outubro que a IFAB decidiu reconsiderar esse recurso no mundo do futebol.

Nesta data foi determinado que o possível uso da tecnologia seria feito com várias condições. Como, por exemplo, será unicamente aplicada na linha do gol e só para determinar se a bola entrou totalmente ou não. O sistema empregado deve ser confiável e a confirmação da decisão final deve ser ratificada de forma imediata e comunicada única e exclusivamente aos árbitros do jogo.

A Fifa decidiu estudar o uso da tecnologia sobre a linha do gol após vários erros no Mundial da África do Sul, entre eles o gol não concedido ao inglês Frank Lampard na partida entre Alemanha e Inglaterra.

A 'mãozinha' da tecnologia seria muito bem-vinda, por exemplo, no clássico deste domingo entre Fluminense e Botafogo, quando ficou a dúvida se o chute de Renato Cajá entrou ou não no gol de Diego Cavalieri.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFifaregrasIFBAtecnologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.