Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

Emprestado pelo São Paulo ao São Bento, meia Daniel foi encontrado morto no Paraná

Corpo do atleta, de 24 anos, foi localizado em uma estrada de terra com ferimentos por arma branca

Wilson Baldini Jr., O Estado de S.Paulo

29 Outubro 2018 | 00h21

O meia Daniel, que era jogador do São Paulo e estava emprestado ao São Bento, de Sorocaba, foi encontrado morto no sábado, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. O Instituto Médico Legal confirma que o corpo localizado em uma estrada de terra perto da Rua Augusto Micrute, na Colônia Mergulhão, tem ferimentos por arma branca.

Daniel, de 24 anos, foi revelado pelo Cruzeiro, mas teve destaque no Botafogo. O jogador foi contratado pelo São Paulo no fim de 2014, mas não teve oportunidade por causa de uma lesão. Acabou emprestado para a Ponte Preta para a disputa do Campeonato Paulista, mas também não teve bom desempenho. Em dez jogos, não fez gol e atuou em apenas cinco partidas como titular.

No ano passado, o atleta atuou pelo Coritiba durante o Campeonato Brasileiro. O jogador voltou a se machucar e só jogou nas rodadas finais. O time de Curitiba foi rebaixado e Daniel voltou para o Morumbi. O clube paranaense lamentou o ocorrido com o atleta, assim como o São Paulo, Botafogo e Ponte Preta.

 

 

 

Com 16 partidas oficiais pelo tricolor paulista (duas em 2015 e 14 no ano seguinte), Daniel não teve espaço com o técnico Diego Aguirre este ano e acabou sendo emprestado em junho para o São Bento. Ele vinha disputando a Série B do Campeonato Brasileiro. O clube de Sorocaba emitiu uma nota oficial.

"O Esporte Clube São Bento lamenta a morte do meia Daniel, confirmada pela assessoria de imprensa do atleta na noite deste domingo (28). O jogador foi contratado por empréstimo do São Paulo para reforçar o elenco do São Bento na Série B. A causa da morte ainda não foi informada. A diretoria do clube lamenta o fato ocorrido e se solidariza com a família e amigos do jogador nesse momento de profunda tristeza."

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.