Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Emprestados pelo Palmeiras, Borja e Deyverson viram estrelas nos novos clubes

Atacantes estreiam no fim de semana, com a expectativa do clube alviverde para que atinjam metas e sejam negociados

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

23 de janeiro de 2020 | 11h34

Os atacantes Borja e Deyverson trocaram no início deste ano a pressão no Palmeiras e as rotineiras vaias do Allianz Parque pela expectativa de se tornarem protagonistas nas novas equipes. No próximo fim de semana os dois vão estrear em jogos oficiais com o colombiano em campo pelo Junior Barranquilla e o ex-colega escalado pelo Getafe. A diretoria alviverde estará atenta às partidas e torcerá pelo sucesso de ambos, até para conseguir vendê-los por um valor vantajoso.

Borja e Deyverson foram negociados por empréstimo com opções de compra definidas. Os dois chegaram ao Palmeiras em 2017 e custaram juntos R$ 62,5 milhões, pagos pela Crefisa. Após serem colegas de Palmeiras por quase três anos e fazerem um revezamento tanto no posto de titular e como no papel de alvo das críticas da torcida, os atacantes se apresentaram às novas equipes com status de reforço de peso.

O colombiano Borja chegou ao Junior para realizar o sonho de atuar pela equipe do qual é torcedor. A diretoria do time se comprometeu a pagar 100% do salário durante o período de empréstimo, que é de um ano. O acordo assinado com o Palmeiras prevê que o atacante deverá ser comprado caso marque 23 gols e tenha participação em 75% dos jogos do Junior como titular.

A chegada do atacante ao clube gerou uma grande expectativa na torcida. No sábado, contra o La Equidad, pela Liga Colombiana, Borja vai fazer a estreia em partidas oficiais. Pelo menos em um jogo-treino recente ele mostrou estar preparado para repetir uma temporada tão boa quanto a de 2016, quando foi campeão da Libertadores pelo Atlético Nacional. Contra o Jaguares, o reforço do Junior marcou dois gols e deu assistência para outro.  

A euforia por Borja levou o empresário colombiano Christian Daes a fazer uma promessa ousada. Milionário e dono de empresas na área de tecnologia e metalurgia, o torcedor ilustre do Junior Barranquilla prometeu que a cada gol marcado pelo atacante, irá doar dinheiro para a fundação assistencial mantida pelo jogador. Um gol fora de casa na Libertadores valerá o equivalente a R$ 18 mil.

META EUROPEIA

O Getafe apostou em Deyverson para conseguir vaga na próxima edição da Liga Europa. O clube no momento é o quinto colocado na Campeonato Espanhol e tentará manter a posição para confirmar a classificação. A diretoria buscou o jogador para se preparar para a possível perda de Enric Gallego. O ex-palmeirense vai usar a camisa 14, que ficou vaga após a saída de Raúl Carnero para Real Valladolid.  

Deyverson ficará emprestado por seis meses e será comprado pelo Getafe caso o time se classifique para a Liga Europa e o atacante atue em pelo menos na metade dos jogos e por no mínimo mais de 45 minutos. O acordo estipula ainda a necessidade do jogador marcar dez gols. Se todo esse pacote se concretizar, o Palmeiras vai efetivar a venda por R$ 25 milhões.

O treinador do Getafe, José Bordalás, pediu urgência na negociação para poder escalar Deyverson já no domingo, diante do Betis, dentro de casa. O reforço foi apresentado pelo clube na quarta-feira e ressaltou que a experiência anterior na Espanha por Alavés e Levante vai ajudar na adaptação. "A negociação foi muito rápida, falei com Getafe e com o Levante. A verdade é que estou muito contente e feliz", disse o jogador.

Análise - Borja era um sonho para o Junior 

Rafael Castillo*

Miguel Borja tem uma boa imagem em todo o país pela sua condição de goleador. Na torcida do Junior a sua chegada teve um impacto enorme pelas suas qualidades como atacante e porque sempre manifestou amor pelo time. Antes se pensava que era impossível trazer Borja, pelo alto custo. Borja era o sonho que transformou em surpresa para o clube.

Borja foi uma das contratações mais importantes da temporada. O América de Cali trouxe Adrián Ramos, um jogador revelado na base do clube, mas que estava há tempo na Europa. Isso gerou muita repercussão, tanto como a contratação de Borja. As duas vindas são sem dúvida as mais importantes do futebol colombiano em 2020.

*Repórter do jornal colombiano El Heraldo

Análise - O Getafe considera ser difícil a meta para Deyverson

Juancar Navacerrada*

No Getafe, esperam que o impacto da chegada de Deyverson seja positivo e que provoque uma disputa no setor ofensivo, onde Jorge Molina, Jaime Mota e Ángel são muitos difíceis de substituir. O clube tem uma opção de compra por Deyverson, que se torna obrigatória dentra de algumas condições. No Getafe, sabem que tudo isso é difícil que tudo isso se cumpra. Mas o perfil idôneo do jogador agrada ao treinador.

*Repórter do jornal espanhol Marca

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.