Christian Alekson/Divulgação
Christian Alekson/Divulgação

Empurrado por 45 mil, Ceará derruba o Macaé e se mantém na Série B

Cearenses ganham por 1 a 0 e superam os cariocas na tabela

Estadão Conteúdo

28 de novembro de 2015 | 20h17

A agonia que o torcedor do Ceará passou durante todo Campeonato Brasileiro da Série B chegou ao final neste sábado. Na partida válida pela 38.ª rodada, o clube derrotou o Macaé por 1 a 0 e se livrou do rebaixamento para a Série C. O resultado, porém, deu o descenso ao time do Rio de Janeiro. A partida aconteceu na Arena Castelão, em Fortaleza, com mais de 45 mil torcedores.

Com a vitória magra, o Ceará chegou aos 45 pontos e terminou na 15.ª posição. Já o Macaé, promovido no ano passado, está de volta à Série C, ficando na 17.ª posição, com 43 pontos, um a menos que o Oeste, outro time que lutava contra a degola.

Entrando em campo pressionado, os dois times procuravam as jogadas pelas laterais, mas não conseguiam evoluir. O primeiro lance de maior perigo apareceu somente aos nove minutos. Alex Amado fez grande jogada individual e tocou para Rafael Costa. O centroavante do Ceará cortou o marcador, mas finalizou para fora.

Mais acuado, o Macaé só deu o primeiro chute ao gol aos 27 minutos. Mesmo de muito longe, o volante Juninho resolveu arriscar e a bola passou tirando tinta da trave defendida pelo goleiro Éverson.

Quando a partida já se encaminhava para o intervalo, o Ceará insistiu com Alex Amado e deu certo. Ao receber o passe na área, o atacante foi derrubado por Henrique e o árbitro marcou pênalti, para a ira dos jogadores visitantes, que não concordaram. Na cobrança, Rafael Costa deslocou o goleiro do Macaé e balançou as redes.

O Macaé voltou ao segundo tempo com duas alterações, mas o Ceará continuou melhor. Aos cinco minutos, Ricardinho mandou chutou forte de fora da área e a bola só não entrou graças a uma grande defesa do goleiro Rafael.

Sem qualidade para pressionar o Ceará fora de casa, o Macaé se encolheu, agindo apenas nos contra-ataques. A postura ajudou o time mandante, que controlou a posse de bola e se garantiu mais um ano na Série B.

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 1 X 0 MACAÉ

CEARÁ - Éverson; Tiago Cametá, Sandro, Charles e Victor Luís; João Marcos, Baraka, Ricardinho e Wescley (Ricardo Conceição); Alex Amado (Fabinho) e Rafael Costa (Mazola). Técnico - Lisca.

MACAÉ - Rafael; Henrique (Max), Ramon, Renato Santos e Diego Corrêa; Dos Santos, Juninho, Eberson (Jones) e Ernani (Aloísio); Pipico e Anselmo. Técnico - Toninho Andrade.

GOLS - Rafael Costa, de pênalti, aos 41 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (GO).

CARTÕES AMARELOS - Diego Corrêa e Henrique (Macaé).

RENDA - R$ 1.245.191,00.

PÚBLICO - 45.539 pagantes.

LOCAL - Arena Castelão, em Fortaleza (CE).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BCearáMacaé

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.