Encontro redefine o futebol brasileiro

Terminou há pouco em Brasília, a reunião que os ministros Carlos Melles (Esporte) e José Gregori (Justiça) tiveram com o ex-jogador Pelé; o presidente do Clube dos 13, Flávio Koff, o ex-presidente da Fifa, João Havelange e o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, em que se redefiniu o perfil do futebol brasileiro. Na pauta do encontro foram debatidos quatro itens principais: o fim da lei do passe; um calendário mais racional, campeonato brasileiro com 24 equipes a partir de 2002 e a candidatura brasileira para sediar a Copa do Mundo de 2010. Veja as principais decisões tomadas: 1) - Elaboração de um calendário quadrienal do futebol brasileiro, que será apresentado e implementado pela CBF e o Clube dos 13, até 30/04/01. O calendário cobrirá o período de 2002 a 2005. Ficou decidido que nenhum clube poderá disputar mais de dois jogos por semana.2) - Campeonato brasileiro de futebol terá turno e returno, mantendo todos os clubes em atividade durante todo o período da competição. Restabelece o equilíbrio técnico entre as equipes, (o clube joga na sua casa e na casa do adversário). Sobre o campeonato brasileiro deste ano, será um campeonato de transição para que se chegue a um número de 24 clubes por divisão e para a disputa de turno e returno para a disputa de 2002.3) - Fim do passe: a Fifa e a UEFA (União Européia de Futebol) já chegaram a um acordo sobre este assunto, e na reunião ficou decidida a manutenção do fim da lei do passe em 26 de março. O Brasil vai adaptar a sua legislação ao novo regime da Fifa, regulamentando a relação entre clubes e jogador de futebol.4) - Copa do Mundo de 2010 e os estádios brasileiros: o governo precisa dar apoio e suporte para que a candidatura seja bem sucedida, uma vez que a Fifa exige estádios com segurança, conforto e de fácil acesso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.