TV Estadão | 02.09.2015
TV Estadão | 02.09.2015

Irritado, presidente do Fluminense reclama de 'sacanagem' do árbitro

Tricolor carioca teve gol mal anulado na derrota para o Corinthians

Estadão Conteúdo

03 de setembro de 2015 | 10h25

O técnico Enderson Moreira até tentou, mas a diretoria do Fluminense não aliviou as críticas sobre a arbitragem da partida contra o Corinthians, na noite desta quarta-feira, no Itaquerão. O jogo foi marcado por um gol mal anulado do time carioca quando o time da casa vencia por 1 a 0. No lance, Cícero estava claramente em posição legal, mas o assistente assinalou impedimento.

Sem esconder a irritação, o presidente do Fluminense, Peter Siemsen, criticou a arbitragem e a CBF. "O que aconteceu no jogo é inaceitável. Uma sacanagem com o Fluminense. O campeonato perde a graça e o futebol brasileiro fica desacreditado. É hora de uma mudança no comando da arbitragem brasileira", afirmou o dirigente nas redes sociais.

O vice-presidente Mário Bittencourt foi mais enfático nas críticas à CBF. "Lamentavelmente a comissão de arbitragem se preocupa, com todo respeito, com uma série de idiotices, como por exemplo punir o árbitro da nossa partida contra o Atlético Mineiro só porque o Wellington Paulista me abraçou na comemoração do gol, no domingo, quando eu estava na área reservada à diretoria", afirmou.

"Agora quero saber qual vai ser a posição do presidente da arbitragem porque, nitidamente, o gol [do Fluminense] foi anulado porque os jogadores do Corinthians estavam aquecendo atrás do bandeira. E eu não tenho dúvida de que, na pressão, o árbitro anulou o gol", criticou.

Questionado sobre o desempenho da arbitragem, Enderson Moreira tentou manter a cautela. "Melhor não falar porque é difícil a gente poder comentar sobre alguma coisa, apesar de achar que o lance parecia que era difícil. Eu ainda não vi pela televisão. Mas parece que a coisa só pende para um lado, para a gente tem sido muito difícil de ter erros a nosso favor, é sempre contra. Não lembro de nenhum erro a nosso favor", declarou.

O treinador preferiu direcionar sua atenção somente para o desempenho das equipes. E reconheceu o bom desempenho dos anfitriões. "Acima de tudo, a equipe do Corinthians foi merecedora do resultado. Não tenho dúvida. O Corinthians conseguiu aproveitar bem os nossos erros. Erramos muito, principalmente no primeiro tempo, mas até criamos algumas situações", analisou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.