Enderson exalta segundo tempo 'consistente' do Fluminense contra a Ponte Preta

O Fluminense demorou um pouco para engrenar na noite desta quarta-feira, no Maracanã, mas fez dois gols no segundo tempo e assim conquistou a vitória por 2 a 0 sobre a Ponte Preta, resultado que fez o time assumir a quinta posição do Campeonato Brasileiro, com 14 pontos.

Estadão Conteúdo

25 de junho de 2015 | 09h05

Após o confronto, o técnico Enderson Moreira exaltou a evolução tricolor na etapa final da partida. "A equipe como um todo teve uma boa postura no segundo tempo. Começamos bem o jogo, mas a partir da metade do primeiro tempo passamos a errar muito. O mais importante é que o time fez um segundo tempo consistente", analisou.

O comandante também elogiou a atuação dos atletas que saíram do banco de reservas, entre eles o substituto de Wagner. "O Gustavo Scarpa, por exemplo, recebeu uma chance, entrou bem e fez exatamente o que a gente pediu", enfatizou.

Enderson ainda foi comentou o fato de que nesta quinta-feira o Fluminense comemora 20 anos do histórico gol de barriga marcado por Renato Gaúcho na finalíssima do Campeonato Carioca de 1995, quando o time superou o Flamengo de Romário por 3 a 2, no lotado Maracanã. E, ao lembrar daquele gol, o treinador lembrou, que assim como o gol do ex-atacante, o gol marcado por Wellington Silva, aos 10 minutos do segundo tempo do duelo desta quarta, também trouxe alívio aos tricolores.

"Assisti ao jogo (de 1995). Estava em casa naquele dia. Foi um jogo emocionante decidido com um gol inusitado no fim. Acompanhava muito o Fluminense naquela época. Mas o futebol vai modificando. O Vinícius podia ter feito o gol antes para aliviar aquela tensão. Mas acredito que a gente foi acima de tudo merecedor da vitória", ressaltou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.