Lucas Uebel/Divulgação
Lucas Uebel/Divulgação

Enderson fecha treino e esconde time do Grêmio

Treinador poderá tanto priorizar o ataque, com a entrada de Dudu, quando melhorar a defesa, com Edinho

AE, Agência Estado

12 de março de 2014 | 19h38

PORTO ALEGRE - O técnico Enderson Moreira resolveu fazer mistério para escalar a equipe do Grêmio que vai entrar em campo nesta quinta-feira, às 21h15, na Arena Grêmio, para enfrentar o Newell''s Old Boys, pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores. Nesta quarta, na véspera da partida, ele comandou um treino no Olímpico com os portões fechados para a imprensa na maior parte do tempo.

A dúvida é tanto na formação tática quanto na escolha por peças. O treinador tem as opções de escalar Dudu e deixar o time com um meio-campo ofensivo de três peças para servir a Barcos ou promover o retorno de Edinho, o que reforçaria o setor defensivo, com três volantes.

Como na terça-feira Atlético Nacional (Colômbia) e Nacional (Uruguai) empataram em 2 a 2, agora o Grupo 6 tem o Grêmio na liderança com seis pontos, os colombianos em segundo com quatro, seguidos do Newell''s com três, e o Nacional, com um. Da mesma forma que uma vitória vai colocar os brasileiros muito perto das oitavas de final, uma derrota pode embolar bastante o grupo.

Mas Zé Roberto nem pensa nessa possibilidade. "Não é o jogo do ano, mas com certeza o mais importante desde o início da temporada. Uma vitória amanhã (quinta) nos dá uma possibilidade muito grande de ir em busca da classificação. A gente tem que fazer o dever de casa até porque depois a gente tem dois jogos fora. A gente pensa somente na vitória", garantiu o veterano.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGrêmioCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.