Enfim, Inter deve promover estréia de Pato no Beira-Rio

Grande revelação do Internacional na atualidade, o jovem Alexandre Pato, 17, enfim fará a sua estréia como profissional no Estádio do Beira-Rio no próximo sábado, quando a equipe de Porto Alegre receberá o Veranópolis, às 16 horas, pela oitava rodada do Campeonato Gaúcho. O atacante é a principal aposta do clube para apagar a má impressão deixada na derrotada, de virada, para o Nacional (3 a 1) na estréia na Libertadores da América.Pato começou a se destacar na equipe principal na temporada passada, quando marcou um gol e deu passe para outros dois no triunfo diante do Palmeiras em pleno o Estádio Palestra Itália - a equipe colorada ganhou por 4 a 1, no dia 26 de novembro, pelo Brasileirão. A apresentação de gala do atleta garantiu a sua participação na equipe que conquistou o título da Copa do Mundo de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão. No mês seguinte, ele foi convocado para a seleção brasileira sub-20 para a disputa do Sul-Americano no Paraguai, onde o País sagrou-se campeão e garantiu a vaga na Olimpíada de Pequim, em 2008.Além de Alexandre Pato, o atacante e capitão Fernandão também está garantido para o confronto do fim de semana - os dois atletas, que estão voltando de lesões, aturam alguns minutos contra os uruguaios na última quarta-feira. O zagueiro Índio e o lateral Ceará também devem ficar à disposição do técnico Abel Braga nos próximos dias. O centroavante Christian ainda espera a liberação da Fifa para atuar.Para esquecer o tropeço em Montevidéu, o treinador do Inter pediu a presença da torcida para as partidas de sábado e da próxima quarta-feira, quando os gaúchos recebem o equatoriano Emelec, pela segunda rodada da Libertadores. ?Quarta está logo aí e vou rezar para chegar logo. Temos que reagir logo para buscar a classificação. O que eu mais gosto no futebol é o inconformismo e o poder de reação. Esse grupo tem isso de sobra. Ano passado tivemos alguns episódios que aconteceram isso e nós conseguimos reverter", comentou Abel Braga.?Não tem nada de desespero. A nossa grande força é no Beira-Rio. Vamos reagir quando reencontrarmos o torcedor, que teve papel fundamental na conquista do título no ano passado e vai ter de novo?, acrescentou Fernandão, lembrando a conquista da Libertadores em 2006. ?O nosso grupo tem equilíbrio. Não comemora demais quando vence nem fica abatido ao extremo quando perde. Estamos sofrendo agora, mas a cabeça já está voltada para os dois próximos jogos?, completou o capitão.No Campeonato Gaúcho, o Internacional ocupa a antepenúltima colocação no Grupo 1, com oito pontos, e corre o risco de ser rebaixado à Série B do Estadual - os dois piores de cada chave caem. Nas primeiras rodadas, a equipe colorada escalou o time B em seis dos sete jogos que disputou na competição, conseguindo apenas duas vitórias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.