Enfim titular na Ponte, Borges faz duelo de artilheiros com Fred

Enfim titular na Ponte, Borges faz duelo de artilheiros com Fred

Jogo pelo Brasileirão nesta quarta fecha a 8ª rodada do torneio

Estadão Conteúdo

24 de junho de 2015 | 07h33

Depois de longos três meses de espera, o atacante Borges, enfim, ganhou uma chance no time principal da Ponte Preta no Campeonato Brasileiro. Confirmado entre os titulares contra o Fluminense, nesta quarta-feira, a partir das 19h30, no Maracanã, o jogador até traça metas: quer chegar pelo menos aos 100 gols na história do Campeonato Brasileiro até o final desta temporada.

Borges já mira, inclusive, encostar no atacante Fred, do Fluminense. O jogador do time carioca é o maior artilheiro do Brasileirão na era dos pontos corridos. "A hora que eu emplacar uma sequência, não saio mais no time. Vou brigar para ser artilheiro, e não ser mais um jogador. Quero chegar aos 100 gols", destacou. Considerando apenas a "era dos pontos corridos", de 2003 até a edição atual, Borges é o quarto colocado no ranking dos maiores artilheiros. O líder é Fred, com 107 gols. O segundo colocado é o Paulo Baier, hoje no Juventude, com 106 gols. Alecsandro, do Palmeiras, aparece no terceiro lugar, com 95, seguido pelo ponte-pretano, com 94. Ele marcou por outros clubes como São Paulo, Santos, Grêmio e Cruzeiro. No atual Brasileiro ele fez apenas um gol, na vitória por 3 a 0 em cima do Vasco, em São Januário.

A entrada de Borges no time titular deve mudar um pouco as características do time de Guto Ferreira. O veterano entrará na vaga do velocista Biro Biro, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Além da suspensão, ele está impedido de jogar por acordo verbal, já que pertence ao Fluminense. Outra novidade será o zagueiro Renato Chaves. Ele substitui Pablo, outro suspenso pelo terceiro amarelo. Após o último empate sem gols com o Goiás, a Ponte se mantém invicta. Com 13 pontos, o time campineiro ocupa a sétima colocação. 

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.