Entenda a matemática dos clubes ameaçados de cair no Brasileirão

O Palmeiras se salva mesmo se perder jogo contra o Atlético-PR. Basta que Bahia e Vitória não ganhem seus compromissos

O Estado de S. Paulo

03 de dezembro de 2014 | 15h05

O torcedor do Palmeiras está ansioso. E ficará assim até domingo. Nada que ocorra antes da partida contra o Atlético-PR, a última do Campeonato Brasileiro, vai deixá-lo seguro de que o time não será rebaixado. As dúvidas são grandes e a matemática da salvação apresenta alguns caminhos. São cinco derrotas seguidas, com a pontuação estacionada nos 39 pontos. Tivesse vencido um, apenas um, desses jogos, o Palmeiras estaria salvo da degola. O ano do clube, em que completa seu centenário, está em jogo. Com os rebaixamentos confirmados de Criciúma e Botafogo, há outros dois clubes que cairão para a Segundona: Bahia e Vitória, que ocupam a 17ª e 18ª posições na tabela, respectivamente. O torcedor palmeirense sabe exatamente a combinação que seu time precisa para dormir domingo aliviado.

1. Vitória sobre o Atlético-PR

Dos três times ameaçados de cair, apenas o Palmeiras depende de suas próprias forças. O time de Valdivia precisa ganhar seu jogo para não se importar com o resultados dos rivais Bahia e Vitória. Com 39 pontos, o Palmeiras está fora do Z-4, e assim permanecerá com vitória na última rodada do Brasileirão. Se ganhar, escapa.

2. Se o Palmeiras empatar

Com 39 pontos, o empate deixa o time com 40 pontos. Dessa forma, o Palmeiras ficaria refém dos resultados dos baianos Vitória e Bahia. O Bahia visita o Coritiba, que estava nessa briga contra o descenso, mas fez bons jogos, somou pontos e afastou matematicamente o perigo. O Vitória recebe o Santos. Todos os jogos serão às 17h. Com o empate, o Palmeiras só escapa do rebaixamento se o Vitória não ganhar. O time escapa mesmo se o Bahia vencer o Coritiba. Com 37 pontos, o Bahia chegaria aos mesmos 40 pontos do rival paulista, mas perderia no número de vitórias: 11 contra 10.

3. Se o Vitória ganhar e o Palmeiras empatar

Com essa combinação, o Palmeiras seria rebaixado. O empate dá ao time de Dorival Junior 40 pontos. A vitória do time baiano daria a ele 41 pontos, uma vez que tem 38. Dessa forma, independentemente do resultado do jogo do Bahia, Palmeiras e Bahia seriam rebaixados para a Série B. E o Vitória escaparia.


4. O Palmeiras escapa mesmo se perder

Como a fase é ruim (cinco derrotas seguidas), não seria demais admitir uma derrota do Palmeiras diante do Atlético-PR mesmo jogando em casa. O time do Paraná ensaia colocar formação mista e já abriu mão dos ingressos de visitante que teria direito na Arena Palmeiras. Mesmo assim, o Palmeiras pode ser surpreendido. Se isso acontecer, o time paulista termina o Brasileirão com 39 pontos, e só será salvo caso Bahia e Vitória não vençam seus compromissos. Então, mesmo perdendo, o Palmeiras poderá se salvar. Se um deles vencer, o Palmeiras cai.

5. Mas e se Bahia e Vitória empatarem seus compromissos

A única chance de Bahia e Vitória fugirem do rebaixamento é ganhando seus jogos. Mesmo assim, apenas um vai sobreviver. Dos três, um escapará com 'vida'. Se os clubes baianos empatarem ou perderem seus compromissos, o Palmeiras não precisa nem ganhar sua partida com o Atlético-PR para festejar.

Os três times ameaçados, Palmeiras, Bahia e Vitória, deixaram para a última rodada o desfecho de seus futuros. O Palmeiras joga em casa, teoricamente contra um time que não tem mais nenhum 'compromisso' na temporada. Da mesma forma, o Santos vai ao Barradão apenas para cumprir tabela contra o Vitória. Como o clube tem eleições neste sábado, pode haver pressão pelos três pontos, imaginando que os jogadores estejam sendo avaliados. O Santos é melhor que o Vitória. O Bahia é o único dos três que atua fora de casa. Portanto, terá mais dificuldades. O jogo também marca a despedida do meia Alex do futebol. Por isso, o torcedor do Coritiba espera poder fazer festa, com gols.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.