Lucas Uebel/Gremio FBPA
Lucas Uebel/Gremio FBPA

Entenda o que o Grêmio precisa fazer para não ser rebaixado no Brasileirão

Com 97% de chances de queda para a Série B, tricolor gaúcho tem sequência complicada e sonha com milagre para permanecer na primeira divisão; queda pode vir já nesta quinta-feira, diante do São Paulo

Rodrigo Sampaio, O Estado de S.Paulo

02 de dezembro de 2021 | 10h49

Em situação delicada no Brasileirão, o Grêmio precisa de um verdadeiro milagre para escapar do descenso nesta temporada. A tarefa não é simples. Nesta quinta-feira, o tricolor porto-alegrense enfrenta o São Paulo, em casa, às 20h. Além de vencer, precisa contar com uma série de resultados a seu favor para permanecer na elite do futebol brasileiro, ou adiar sua queda. 

Segundo o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, o Grêmio, com 36 pontos, tem 97% de chances de cair para a Série B. Para tentar se salvar, os comandados de Vagner Mancini precisam vencer o duelo com o São Paulo. Esse é o primeiro passo. Caso percam e o Bahia, com 40 pontos, ganhe do líder Atlético-MG, em Salvador, às 18h, os gaúchos já estarão rebaixados a duas rodadas do fim da competição, uma vez que só poderiam chegar a 42 pontos. 

Mesmo com uma eventual derrota do tricolor baiano, resultado que daria o título antecipado ao Atlético-MG, o Grêmio ainda precisaria torcer por um tropeço do Athletico-PR, na 16ª posição, com 42 pontos, diante do Cuiabá, na sexta-feira, em Curitiba. Se não vencer o São Paulo, um empate na capital paranaense também decreta a queda gremista. O Grêmio tem 36 pontos. 

Ainda que tudo dê certo nesta rodada, o Grêmio terá um confronto indigesto no fim de semana pela penúltima rodada. A equipe enfrenta o Corinthians no domingo, na Neo Química Arena, às 16h, com a obrigação de encerrar a sequência invicta dos paulistas jogando em casa. O time de Sylvinho já soma oito vitórias seguidas em seus domínios. Foi após uma partida contra os gremistas que o Corinthians foi rebaixado em 2007, depois de empate por 1 a 1. Pode querer dar o troco agora. 

Em caso de vitória, a torcida fica por conta de tropeços do Bahia diante do Fluminense e do Athletico-PR contra o Palmeiras, atuando com reservas após o título da Libertadores. Ambos os adversários do Grêmio na luta contra a queda jogam em casa. Neste cenário, a última rodada do Brasileirão terminaria completamente embolada na luta contra o rebaixamento. Em um possível último ato de esperança, o Grêmio recebe o Atlético-MG, provavelmente já campeão brasileiro, enquanto o Bahia terá dura missão contra o Fortaleza, que briga por uma vaga na Libertadores, e o Athletico-PR encara o Sport, já rebaixado — assim como a Chapecoense — fora de casa. 

Este pode ser o terceiro rebaixamento da história do tricolor gaúcho, que caiu também nos anos de 1991 e 2004. O Grêmio se juntaria a Cruzeiro, Guarani, Sport e Vasco entre os campeões brasileiros que vão disputar a Série B em 2022. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.