Marcos Paulo Rebelo/CBF
Marcos Paulo Rebelo/CBF

Entenda quando o VAR deve ser utilizado nos jogos da Copa do Brasil

Imagens de vídeo devem ser usadas em lances de gol, penalidades, cartões e identificação de atletas

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

13 de setembro de 2018 | 16h26

A atuação do árbitro Wagner Reway na derrota do Palmeiras por 1 a 0 para o Cruzeiro, na quarta-feira, criou muita polêmica, principalmente por parte dos palmeirenses, que ficaram irritados com a não utilização do VAR no lance em que acabou em gol da equipe da casa. A reclamação não era válida, por não se enquadrar no time de lance que a tecnologia é utilizada. O Estado explica quando o vídeo poderá ser usado. São apenas quatro momentos.

Lances de gol

O árbitro pode usar o vídeo quando tiver dúvidas se a bola entrou ou não ou se houve alguma irregularidade na jogada que saiu um gol. Por exemplo, se um jogador fizer uma falta antes de fazer o gol ou empurrar para as redes utilizando a mão, o árbitro pode usar o VAR para verificar se o lance foi legal.

Penalidades

Caso há uma jogada em que há dúvida sobre a marcação de um pênalti, o árbitro também pode usar o VAR. Na partida contra o Palmeiras, por exemplo, se a dúvida fosse sobre o goleiro Fábio ter feito falta em Edu Dracena, o juiz poderia usar a tecnologia para tirar sua dúvida. Como foi o inverso, ele marcou falta de ataque. 

Cartão vermelho

Se acontece um lance em que o árbitro entenda que o atleta merece receber o cartão vermelho, ele pode consultar as imagens para ter certeza de sua decisão ou revogar uma possível punição mais branda e expulsar o atleta. Na partida entre Palmeiras x Cruzeiro, Edilson foi expulso após reclamar da marcação de um cartão amarelo e xingar o árbitro. Wagner Reway poderia usar a imagem para confirmar se ele realmente merecia ser expulso. 

Identificação equivocada de atleta

Se por acaso, acontecer algum lance em que o árbitro não conseguiu ver exatamente quem cometeu tal infração ou apontou um infrator errado, o VAR pode ser utilizado para buscar a verdade. Se acontece uma confusão, por exemplo, ele pode utilizar as imagens para ver quem merece algum tipo de advertência. 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.