Paulo Liebert/Estadão - 27/11/2006
Paulo Liebert/Estadão - 27/11/2006

Enterro de Neneca é acompanhado por 600 pessoas

Campeão brasileiro pelo Guarani em 1978, goleiro foi enterrado no início da tarde desta segunda-feira em Londrina

Estadão Conteúdo

26 de janeiro de 2015 | 18h26

Campeão brasileiro pelo Guarani em 1978, Neneca foi enterrado no início da tarde desta segunda-feira em Londrina, cidade em que nasceu e viveu depois de se aposentar. O ex-goleiro, que tinha 67 anos, faleceu no último domingo vítima de câncer na medula e nos rins.

Pela manhã, o Corpo de Bombeiros organizou uma carreata pelas ruas de Londrina até o Cemitério Padre Anchieta. Cerca de 600 pessoas acompanharam o enterro do ex-goleiro, entre eles o presidente do Guarani, Horley Senna, e outros dirigentes do clube campineiro.

"É um momento de muita dor para os familiares, todo mundo está chateado, triste. Não poderíamos deixar passar em branco e viemos até aqui representar o Guarani. Trouxemos uma bandeira do clube, que sempre estará na vida de Neneca", comentou Senna.

Internado desde o último dia 20 no Hospital do Câncer de Londrina, Neneca foi revelado pelo Londrina e passou por América-MG e Náutico até chegar ao Guarani, clube no qual alcançou projeção nacional ao ser um dos responsáveis pelo título brasileiro em 1978.

Na ocasião, o clube campineiro se sagrou campeão ao bater o Palmeiras - 1 a 0 nos dois jogos - na grande final. O ex-goleiro ainda defendeu Operário-MS, Fluminense-BA, Bragantino, Votuporanguense e Nove de Julho de Cornélio Procópio-PR.

No próximo sábado, quando o Guarani recebe o Monte Azul, no Brinco de Ouro da Princesa, pela primeira rodada da Série A2 do Campeonato Paulista, a diretoria está planejando algumas homenagens a Neneca. Uma camisa retrô deve ser distribuída aos torcedores e existe a possibilidade de um dos filhos do ex-goleiro comparecer ao jogo para receber uma placa.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGuaraniNeneca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.