AFP
AFP

'Envergonhada', federação croata pede desculpas por suástica

Símbolo nazista apareceu no gramado do jogo entre Croácia e Itália

Estadão Conteúdo

13 de junho de 2015 | 12h29

A Federação Croata de Futebol fez um pedido de desculpas público neste sábado pelo desenho de uma suástica que foi identificada no gramado do Poljud Stadium, na cidade de Split, durante a partida contra a Itália, na sexta-feira, em rodada das Eliminatórias da Eurocopa de 2016. "Envergonhada", a entidade afirmou que vai acionar judicialmente o responsável pelo desenho.

"Nós pedimos desculpas a todos os telespectadores, aos nossos convidados da Itália e aos jogadores das duas seleções pelo símbolo nazista que apareceu no gramado do Poljud Stadium", declarou Tomislav Pacak, diretor de comunicação da federação croata.

O símbolo nazista pôde ser identificado em uma das laterais do campo no jogo desta sexta, mais próximo das câmeras de televisão. Não estava certo se a marca havia sido formada pelo corte da grama ou pintada, mas o fato é que estava visível no canto direito do lado para o qual a Itália atacava no primeiro tempo. Durante o intervalo, funcionários tentaram apagá-la, sem sucesso.

De acordo com a federação croata, a marca se deve à utilização de um produto químico no gramado. "Tecnicamente falando, foi causado por um agente químico usado entre 24 e 48 horas antes da partida. No intervalo, tentamos remediar a situação com o melhor de nossos esforços, dado o curto tempo que tínhamos", afirmou Pacak.

Para o porta-voz da entidade croata, a marca no gramado foi ato de sabotagem. "Foi obviamente um ato de sabotagem e um ato criminoso. Condenamos isso e já pedimos à polícia e às autoridades judiciais para procurar o responsável por este ato que envergonha não apenas o futebol croata como todo o país", declarou.

O episódio ganhou contornos ainda mais polêmicos porque a Croácia atuou com portões fechados em Split nesta sexta justamente pelo comportamento racista de sua torcida na primeira partida contra a Itália. Em novembro, torcedores croatas entoaram cânticos preconceituosos e lançaram fogos de artifícios para o campo do estádio San Siro. Como resultado, a partida foi paralisada por cinco minutos e a seleção, posteriormente, punida.

Em razão da marca nazista no gramado, nova punição deve recair sobre o time croata. "Notificamos o incidente imediatamente à Uefa", disse o diretor de comunicação da federação croata, já prevendo uma dura sanção nas próximas semanas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.