Paulo Fernandes/Divulgação
Paulo Fernandes/Divulgação

'Envergonhado', Jorginho se desculpa com a torcida do Vasco

No Beira-Rio, time carioca foi goleado pelo Internacional por 6 a 0

Estadão Conteúdo

03 de setembro de 2015 | 09h53

Jorginho não usou de meias palavras para descrever o que sentiu durante a goleada de 6 a 0 que o Vasco levou do Internacional na noite desta quarta-feira. O treinador admitiu ter sentido "vergonha" e "indignação" com o duro placar, que volta a abalar a motivação do time carioca no Brasileirão.

"Primeiro, preciso me desculpar com nosso torcedor. Nos sentimos envergonhados, me sinto indignado por tomar de seis, primeira vez na minha vida que acontece isso e na vida de muita gente. O torcedor, que é completamente apaixonado, é a primeira pessoa por quem eu queria me dirigir, peço que nos perdoe", declarou.

Jorginho demonstrou irritação com o desempenho do Vasco principalmente com as falhas em jogadas de bola parada, o que abriu o placar para o Inter, no Beira-Rio. "Foi um jogo em que desejamos muito a desejar. Treinamos a bola parada e o caminho foi aberto de bola parada, tomamos mais gols de bola parada. Não pode acontecer de novo, de jeito nenhum", reclamou.

Apesar disso, o treinador não desanimou e voltou a adotar seu discurso de confiança para cobrar superação dos seus jogadores. "A gente tem tanta experiência, a gente tem visto tanta gente superando tantos problemas e precisamos agora dessa reação. Precisamos ter reação muito rápida para que a gente sonhe com dias melhores", projetou.

A 15ª derrota no campeonato manteve o Vasco na última colocação, com apenas 13 pontos, sete atrás do Joinville, penúltimo da tabela. "A situação realmente é difícil, é complicada, mas se entregar, jamais. Porque ainda estamos vivos, estamos respirando. Temos que ter atitude de homem, de atletas que vencem em suas vidas, para mudar."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoJorginhoBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.