Felipe Rau / Estadão Conteúdo
Felipe Rau / Estadão Conteúdo

Enxame no banco do Corinthians e faixa de campeão do Palmeiras agitam pré-jogo

Ônibus do Palmeiras é recepcionado com festa no Allianz Parque

Ciro Campos, Daniel Batista, Estadão Conteúdo

08 de abril de 2018 | 15h27

Muita festa, gritos de incentivo, fogos de artifício e ansiedade entre os torcedores, mas também polêmica antes da bola rolar para Palmeiras e Corinthians neste domingo. Um enxame foi encontrado no banco de reservas dos visitantes e ambulantes já vendem faixa de Palmeiras campeão paulista antes mesmo da realização da partida, que será realizada no Allianz Parque.

+ Com rivalidade centenária, Palmeiras e Corinthians fazem final apoteótica

+ Corinthians e Palmeiras voltam a decidir um Paulista depois de 19 anos

Cerca de duas horas antes do início da partida, um enxame de abelhas foi encontrado no teto do banco de reservas do Corinthians. Uma equipe especializada no assunto foi chamada para resolver o problema. Após alguns minutos, os insetos foram retirados e a tendência é que o problema não afete a partida e os atletas suplentes do time alvinegro.

No lado de fora do Allianz, muita festa, gritos de apoio ao time, provocações ao rival e também com alguns ambulantes já vendendo a faixa de Palmeiras campeão paulista de 2018. Alguns palmeirenses também aproveitaram o aglomerado de gente para gritar palavras de protesto contra o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, preso no sábado.

As duas delegações chegaram ao Allianz Parque sem qualquer problema no deslocamento. No ônibus do Corinthians foram vários ex-dirigentes do clube. Entre eles, Flávio Adauto e Eduardo Ferreira.

O Palmeiras joga pelo empate para ser campeão paulista, título que não conquista desde 2008. Vitória corintiana por um gol de diferença, a decisão vai para os pênaltis. Se o time alvinegro vencer por dois ou mais gols de diferença, será bicampeão estadual. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.