Equador ainda fatura com vitória

A vitória de 1 a 0 sobre o Brasil, na semana passada, continua a render para o Equador. Em empolgação, para torcida e jogadores da seleção; e em dinheiro, para a federação de futebol local. A equipe entrou de vez na briga por uma das quatro vagas da América do Sul para o Mundial de 2002, e essa perspectiva fez aumentar o interesse pelo jogo com o Paraguai, no final do mês. A partida está marcada para o dia 24 e já foram vendidos em torno de 20 mil ingressos dos 36 mil disponíveis no Estádio Atahualpa. A projeção dos dirigentes é de que ocorra lotação completa, como na semana passada. Naquela ocasião, a renda chegou a US$ 608 mil, a melhor até agora alcançada em apresentações da seleção equatoriana. As eliminatórias não têm sido deficitárias para o Equador, pelo menos quando se trata em jogos em casa. Em seis apresentações como mandante, o time arrecadou mais de US$ 1,6 milhão. Desse total, 10% vão para a Fifa e outros 10% se destinam ao pagamento do aluguel do estádio olímpico. O restante fica para a Federação Equatoriana de Futebol, que repasse US$ 4 mil para cada jogador, em caso de vitória. A classificação inédita para a Copa vale U$ 6 mil para os novos heróis nacionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.